Acesso: arbitral será nesta quinta-feira

Acesso: arbitral será nesta quinta-feira

Por Guilherme Lima/VCEsporteClube

A bola já está rolando na elite do futebol paranaense. E a Divisão de Acesso, a famosa segunda divisão, vai ter seu arbitral para definir os detalhes do certame nesta quinta, dia 23, a partir das 15h30, na nova sede da Federação Paranaense de futebol. São 10 equipes em busca das duas vagas do acesso para jogar a elite do estado em 2021.

Do nosso quintal, temos o REC – é REC mesmo, apesar de ser de Rolândia Esporte Clube!, o Nacional de Rolândia, o Apucarana e o Arapongas. Mais para o oeste, mas ainda no norte, o Maringá, vice-estadual de 2014. Da fronteira, o Foz. No meio do Paraná, o Batel de Guarapuava e, dali de perto mas já saindo para a capital, o Prudentópolis. De São José dos Pinhais tem-se o Independente e de Campo Largo o Andraus. A tabela deve sair na primeira semana de fevereiro e o melão vai rolar no primeiro fim de semana de abril.

O diferencial do campeonato será o Nacional de Rolândia, que a partir de maio, estará também jogando a Série D, a quarta divisão do futebol brasileiro. Vai precisar de plantel recheado para se dar bem nas duas disputas. Foz e Maringá caíram de divisão em 2019 e o Arapongas e o Andraus subiram da “Terceirona”, com o Arapongão campeão.

Claro que a torcida é de que dois dos quatro clubes na nossa região possam subir, se não pelo menos um. Penso que será uma competição muito nivelada. Como a primeira fase da elite estadual vai acabar em 15 de março, e nessa data quatro times paranaenses (daqueles que não tiverem calendário para o segundo semestre) vão ter o ano encerrado, pode ser dalí uma fonte dos reforços. 

Por isso, a formatação dos times e o “aquece” para o certame vão acontecer muito em cima da data da estreia. De modo que quem souber escolher melhor os reforços, mas, principalmente, trouxer um treinador bem relacionado, que conheça jogadores BB´s (bons e baratos), vai ser dar melhor na disputa. Como não há verba de TV, patrocínios ralos e, infelizmente, o certame não é de lotar estádios, os detalhes financeiros e técnicos farão muita diferença.

Related Posts

Facebook Comments