Campo Mourão volta a perder na LNB

O Solar Cearense venceu sua primeira partida fora de casa no NBB CAIXA 2017/2018. Na noite desta segunda-feira, a equipe do técnico Alberto Bial segurou a pressão do Campo Mourão Basquete no último quarto e saiu com o resultado positivo em pleno Ginásio Belin Carolo, no interior paranaense, pelo placar de 66 a 60.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e o apoio do Ministério do Esporte.

Põe na conta: Com o resultado, o Carcará se recuperou da derrota para o atual vice-campeão Paulistano/Corpore e permaneceu na décima colocação, com campanha de três triunfos em sete partidas (42,9% de aproveitamento). Do outro lado, os mourãoenses sofreram seu terceiro revés consecutivo e estacionaram na 13ª posição, com campanha de dois êxitos em nove oportunidades (22,2% de aproveitamento).

O cara: Cestinha da atual temporada do NBB CAIXA, Paulinho Boracini foi novamente o grande nome do Carcará em quadra. Sem descansar um segundo sequer, o armador foi o maior anotador da partida, com 22 pontos, além de cinco rebotes. Com a marca, a média do camisa 9 da equipe cearense subiu para 18,9 pontos por partida – a maior da competição.

Gigantes: Ainda pela equipe nordestina, outros destaques ficaram por conta dos pivôs Léo Waszkiewicz, responsável por 12 pontos (6/7 nas bolas de 2 pontos) e sete rebotes, e o norte-americano Nathan Molony-Benjamin, que saiu do banco de reservas e anotou dez pontos (5/7 nas bolas de 2 pontos) e quatro sobras. Com nove pontos e sete rebotes, o ala/armador Betinho também teve contribuição importante para o Carcará.

Lutaram: Pelo lado do Campo Mourão, o grande nome foi o experiente ala/pivô César, autor de 16 pontos e três rebotes. Quem também se sobressaiu pelo representante paranaense foi o armador Hélio, com 11 pontos, e o ala/armador Lucas Avelino, que apesar de ter feito apenas dois pontos, distribuiu sete assistências e foi o maior garçom da quadra. Com oito pontos cada, o pivô Mathias e o ala Márcio Dornelles foram outros destaques do time da casa.

Ligeira vantagem: Depois de um primeiro quarto bastante parelho, o Basquete Cearense usou os cinco minutos finais do segundo período para abrir uma considerável vantagem. Com corrida de 14 a 3 liderada pela boa presença de seus pivôs, o time do técnico Alberto Bial abriu dez pontos de frente (34 a 24) e foi para o intervalo com sete tentos de vantagem: 34 a 27.

Reação: O Campo Mourão precisou de apenas quatro minutos de bola em jogo no último quarto para recuperar a desvantagem e virar a partida para 37 a 35 depois de uma incrível corrida de 13 a 1. A partir daí o duelo ficou lá e cá, mas mesmo diante deste cenário, o Carcará finalizou a parcial final em vantagem, com placar de 48 a 44.

Confirmou: E foi somente no último quarto que o Basquete Cearense definiu seu resultado positivo. Depois de ver o Campo Mourão empatar a partida em 50 a 50 nos minutos iniciais da parcial, a equipe nordestina contou com uma bola de 3 de Betinho e uma bola curte de Molony-Benjamin para abrir sete pontos restando menos de dois minutos para o fim do duelo (63 a 57). A partir daí o time de Fortaleza só administrou a decisiva margem e esperou o cronômetro zerar para soltar o grito da vitória no Paraná: 66 a 60.

E agora: Depois da vitória em Campo Mourão, o Basquete Cearense retornará à Fortaleza (CE) para seu próximo compromisso que será no dia 20 de dezembro (quarta-feira), contra o Banrisul/Caxias Basquete, no Ginásio Paulo Sarasate, às 20h30 (de Brasília). Já o time do Paraná receberá o Universo/Vitória já nesta quarta-feira (13/12), novamente no Ginásio Belin Carolo, às 20 horas.

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *