Cansaço pode gerar mudanças no Londrina

Cansaço pode gerar mudanças no Londrina

Após um bom início de temporada e a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, o Londrina volta as suas atenções para o Campeonato Paranaense e tem um confronto de alto risco no domingo (4), às 17 horas, contra o Cianorte, no estádio do Café.

Apesar do bom momento vivido pelo Alviceleste, o jogo se torna perigoso em razão do desgaste físico do LEC e do bom time do adversário, que lidera o grupo A do Estadual, com cinco pontos em três rodadas. Com uma maratona de cinco partidas em 15 dias, além de longas viagens, a preocupação da comissão técnica do Londrina é em relação à condição dos jogadores e à necessidade de poupar alguns titulares.

“Vamos aguardar a recuperação para ver com quem podemos contar. Trabalhamos com o elenco e vamos levar em conta esta questão física para domingo também”, afirmou o técnico Ricardinho. O treinador dificilmente poderá contar com o zagueiro Silvio, com uma lesão no tornozelo, e o atacante Carlos Henrique, que tem um incômodo na parte posterior da coxa direita. Ricardinho não confirmou os substitutos, mas Lucas Áfrico e Keirrison devem ser os escolhidos.

O Londrina ocupa a segunda colocação do grupo B, com cinco pontos – o Atlético lidera com sete -, e, faltando três rodadas para o término da fase de classificação da Primeira Taça, o time busca a vitória para ficar mais próximo da semifinal. “A diferença para o jogo é a nossa semana e a do Cianorte. Enquanto viajamos, jogamos e voltamos, o Cianorte teve uma semana de descanso e preparação”, frisou o comandante alviceleste. “É uma equipe que começou bem o campeonato, joga com velocidade pelos lados, se fecha bem e tem jogadores interessantes. Precisamos ter atenção o jogo todo.”

Mesmo com o desgaste, o volante Romulo se colocou à disposição para jogar e garantiu que está recuperado para entrar em campo. “Mesmo com estas viagens, o time está bem e preparado. Sabíamos que este período ia ser complicado, mas jogador gosta de estar atuando. Temos um elenco qualificado e precisamos do resultado para chegar à classificação o mais rápido possível”, ressaltou.

Se a lateral-esquerda tem sido um problema para o LEC neste início de ano, do outro lado o garoto Matheuzinho vai para o seu quarto jogo seguido como titular e tem agradado a todos. “Sempre sonhei em crescer como jogador e ainda mais no Londrina. Sou daqui, sempre torci pelo clube e é uma honra vestir esta camisa”, afirmou o jogador, de 17 anos. “O Ricardinho e os mais experientes têm me passado muita confiança e isso tem me ajudado muito até aqui.” Matheuzinho chegou ao clube com 15 anos e foi um dos destaques da Copa São Paulo.

Com uma vitória e dois empates, o Cianorte divide a liderança da chave com Foz do Iguaçu e Coritiba e vem de um empate em 0 a 0 com o Atlético, em Curitiba. A dúvida do técnico Marcelo Caranhato é em relação ao atacante Neto Costa, autor de dois gols no Estadual. Com uma lesão no tornozelo direito, o jogador não treinou durante a semana e fará um teste para saber se joga. No mais, o time será o mesmo da última partida.

EM LONDRINA

Londrina
César; Matheuzinho, Dirceu, Luizão e Lucas Áfrico; Germano, Romulo, Thiago Primão, Rodrigo Figueiredo e Gustavo Tocantins; Carlos Henrique (Keirrison). Técnico: Ricardinho

Cianorte
Silvio; Gerônimo, Montoya, Marcão e Felipe Ramón; Sidney, Carrilho, Xavier e André Luís; Neto Costa e Maikinho. Técnico: Marcelo Caranhato

Árbitro: Elvio Kertelt Legnani
Estádio: Café
Horário: 17 horas (de domingo)

Related Posts

Facebook Comments