Definido calendário do Mountain Bike no sudoeste

Após recente reunião realizada na Federação Paranaense de Ciclismo, em Curitiba, a organização do Circuito Vale do Iguaçu de MTB (Mountain Bike) definiu o calendário de provas para o próximo ano. Ao todo serão cinco etapas, começando no dia 25 de fevereiro, na cidade de Mangueirinha; e encerrando no dia 28 de outubro, na cidade de Verê. As outras três etapas serão em Dois Vizinhos, dia 15 de abril; em Cruzeiro do Iguaçu, no dia 15 de julho; e em São Jorge D’Oeste, no dia 26 de agosto. “O Circuito Vale do Iguaçu de MTB se consolidou como um dos mais importantes do Estado do Paraná. Para o próximo ano já definimos muitas melhorias nas provas, em que priorizamos cenários espetaculares para os ciclistas”, afirmou Roberto Carlos de Souza, Presidente da ACICLODV (Associação dos Ciclistas de Dois Vizinhos) um dos responsáveis pela organização das disputas

Novidades
Entre as novidades para 2018 está a inclusão das provas no ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo, onde os atletas somarão pontos com outras disputas nacionais. Há ainda a criação do ranking próprio do Circuito, onde serão distribuídos prêmios em dinheiro para os melhores colocados das 17 categorias, na soma de pontos das cinco etapas. Para as ciclistas uma das novidades está na criação da Categoria Pró Feminino, que até então havia apenas a Pró Masculino. “Nosso objetivo é incentivar a participação cada vez maior das mulheres nas disputas. Por isso, não há diferença de premiação entre as categorias masculinas e femininas. O mesmo prêmio dado a uma categoria também é dado à outra”, garantiu Rafael Pacci, membro da organização do evento. Outra melhoria está na cronometragem das corridas. A organização está finalizando um sistema próprio que irá agilizar a formação dos pódios e a apresentação do tempo de pedalada de cada ciclista.

Cicloturismo Para os ciclistas que não querem competir, mas gostam de encarar o pedal por estradas de terra, e quiserem aproveitar cenários incríveis para curtir e fotografar, a organização afirma que está preparando roteiros especiais para o cicloturismo. “Em todas as etapas teremos roteiros especiais para quem não quiser competir. Além disso, faremos roteiros definitivos de cicloturismo em cada cidade, e ao final do ano, lançaremos um mapa com estes roteiros, para que em outras épocas do ano os ciclistas possam aproveitar estes cenários. Para tanto, faremos uma demarcação definitiva dos roteiros de cicloturismo do Circuito Vale do Iguaçu”, revelou Pacci. Premiação Para as disputas de 2018 serão distribuídos mais de R$ 40 mil em prêmios. Em todas as etapas são premiados com troféus os cinco primeiros colocados de cada categoria, que são divididas por percurso, PRÓ ou SPORT, por idade e por naipe, Masculino ou Feminino. Em cada etapa, serão premiados com dinheiro os primeiros colocados de cada percurso da PRÓ e da SPORT, divididos apenas os naipes Masculino e Feminino. Haverá ainda premiação em dinheiro para os primeiros colocados da categoria Casal, criada para incentivar os casais que competem juntos no ciclismo. A premiação em dinheiro também será para os primeiros colocados do ranking do Circuito. Na última etapa, em cada uma das 17 categorias, serão premiados os ciclistas que tiverem a maior pontuação somada das cinco etapas.

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *