Esperanças

Esperanças

Com Paraná Clube, J.Malucelli, Coritiba, Atlético Paranaense, garantidos para a segunda fase do estadual e, com o Foz quase lá, tudo está a indicar que o título vai mesmo ser disputado, entre duas equipes da capital. Quais equipes? As duas que tiverem mais preparo físico e técnico, para enfrentar o mata-mata. É evidente que, ter uma boa participação nesta primeira fase, é importante. Porém, o que vai mesmo valer, será a segunda fase, onde teremos dois confrontos, reunindo 7º x 2º, 5º x 4º, 8º x 1º, 6º x 3º colocado. Repito, apenas duas partidas e, aquele que levar a melhor, continua na competição, a partir do dia 17 de abril.

Hoje, o Paraná Clube, aparece com grandes chances de ocupar uma das vagas nas semi finais, ficando a dúvida, quanto a condição física do time de Claudinei de Oliveira. Atlético e Coritiba, revelam momentos de inseguranças, oscilando bons e desastrosos resultados. No rubro-negro, chega Paulo Autuori, técnico de notável saber e que pode colocar o Furacão. Na rota do título. O time coxa, Gilson Kleina, busca encontrar soluções imediatas, para fortalecer o time. Ganhou do Paraná Clube, por 3 a 0, e quem sabe agora, possa dar a estabilidade o encaixe que o elenco precisa. Com um monte de “gringos”, que sabe os jogadores passem a falar a mesma língua, e o Verdão melhore para a segunda fase da competição.

O Foz, é uma surpresa pela quinta colocação que ocupa. Não deve ir muito longe. O Londrina, que perdeu seis pontos no TJD, tem agora oito pontos ganhos, vai precisar resolver sua vida, jogando neste sábado, em Ponta Grossa, contra o lanterna, Operário Ferroviário, precisando fazer, pelo menos, seis pontos dos nove que vai disputar. Penso que vai estar entre os oito classificados. Toledo, com dez pontos ganhos, PSTC, com nove e Rio Branco e Cascavel com oito, brigam pelas três vagas. O clube que errar menos, possuir melhor preparo físico, tem maiores condições de integrar o pelotão que vai a próxima etapa do paranaense.

Para Maringá e Operário, só resta esperança de um milagre. Ambos com cinco pontos ganhos, precisam ganhar seus próximos três jogos, somando mais nove pontos, chegando aos 14, para a classificação. Como o foco principal, é fugir do rebaixamento, quem sabe sete pontos resolvam o problema emergencial dos dois últimos colocados.

Esta nona rodada, é muito significativa, de modo especial, para os clubes do interior, com quatro buscando entrar para a próxima fase e outros acreditando que o futebol, também tem milagres.  Todos, vivem de esperanças.

Related Posts

Facebook Comments