Futebol: Agenor fala em voltar a dirigir o União

Futebol: Agenor fala em voltar a dirigir o União

O técnico Agenor Piccinin já está de volta a Toledo, mas conversou com o Jornal de Beltrão e avaliou os fatores que levaram o União ao rebaixamento no Campeonato Paranaense. Agenor destacou o bom trabalho da diretoria fora das quatro linhas, mas citou a falta do mesmo planejamento para dentro de campo.


“Já cheguei no meio dessa turbulência, mas a gente tentou de todas as formas resolver os problemas que existiam, trazer algumas peças pra ter solução, mas no futebol não é tudo no imediato. Nem sempre dá certo. Nós não precisávamos de muito, mas esse muito virou pouco e do pouco virou nada. Infelizmente, a gente não conseguiu tirar a equipe de uma situação em que ela se encontrava”, iniciou o treinador.


Com experiência de 46 anos no futebol, ele elogiou a atual gestão do União e tratou como exemplo no esporte. “São sérios, são pessoas de respeito, pessoas com dignidade, com moral e com conceito de vencedores. Difícil é você conseguir um grupo desse pra fazer futebol. Hoje, a cidade de Francisco Beltrão tem o privilégio de ter um grupo desse perfil. Como principal mensagem, eu digo que esse grupo tem de permanecer e trazer algo mais pra que se fortaleça esse trabalho. Precisa-se de um planejamento dentro de campo, ou seja, o departamento de futebol do União tem que ser trabalhado.”

Planejamento mais longo
Na visão do treinador, o planejamento para a temporada precisa começar mais cedo para que os jogadores criem identificação com o clube e com a cidade. “Como hoje o União não tem um trabalho de base definido em longo tempo, de repente, trabalhar a partir de agosto, setembro um planejamento com atletas numa faixa etária, pra que você possa dar a eles o sentido da camisa do União em seu corpo, pra que eles tenham realmente uma responsabilidade profissional com o clube e com a cidade.”


Campeão do primeiro turno do Paranaense no ano passado com o Toledo e vice-campeão na grande final, Agenor entende que é preciso mostrar resultados para receber apoio. “Que se faça um trabalho grande, como é a grandeza da cidade e desse grupo que aí está. No futebol, e eu sou exemplo disso recentemente no Toledo, uma equipe precisa de resultado com títulos ou pelo menos competir sempre com a expectativa de chegar, uma equipe que tenha condições de vencer um time da capital, de vencer vários jogos em sequência e trazer de volta a confiança, a credibilidade de ir a jogo. Então, planejamento a médio e longo prazo; buscar as pessoas certas, que tenham o perfil da imprensa, da cidade, da sociedade, ou seja, do seu torcedor, e dentro de um perfil também do Campeonato Paranaense. Não podem fugir dessas três regrinhas básicas.”

Agenor voltaria a treinar o União?
“A cidade é propícia, fiz bons amigos, já tinha grandes amigos aí, e saber que é um local onde se pode fazer futebol, sim, uma cidade que tem todas as condições de crescimento, é evidente que eu gostaria de voltar um dia, mesmo porque eu quero devolver essa confiança que eu tive com a direção e com o público em um resultado positivo”, completou Agenor.

Fonte: Jornal de Beltrão

Related Posts

Facebook Comments