Com o fim da temporada de 2019, um problema recorrente tomou conta dos bastidores do Paraná Clube: os atrasos salariais.  As pendências acabaram interferindo dentro de campo e resultaram nas eliminações precoces no Campeonato Paranaense e Copa do Brasil e também pelo time ter ‘batido na trave’ na Série B do Brasileiro.

Com isso, o ano que vem será de fundamental importância para o futuro do Tricolor, que novamente terá as três competições pela frente. A Tribuna do Paraná/Gazeta do Povo elencou alguns dos principais desafios do Paraná Clube para 2020.

Terceirização do futebol e pendências financeiras

Os salários atrasados neste ano fizeram com que o Paraná Clube recorresse à Justiça para terceirizar o seu departamento de futebol em 2020. Essa foi a alternativa encontrada pela diretoria para resolver as pendências. Para assumir o departamento, o empresário teve que depositar R$ 2,3 milhões, que servirão para acertar os débitos.

No entanto, nenhum empresário manifestou interesse em pegar a ‘bomba’ e a indefinição paira sobre a Vila Capanema.

Acesso à elite do futebol brasileiro

Dentro de campo, o principal desafio do Paraná Clube será novamente buscar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Em 2019, o Tricolor chegou muito perto disso, mesmo com todos os problemas financeiros e o elenco limitado que o técnico Matheus Costa tinha em mãos.

A qualidade técnica da Segundona de 2019 também ajudou o Paraná a ficar na parte de cima da tabela, já que o Tricolor tropeçou bastante e ainda assim permanecia próximo aos primeiros colocados. Já em 2020, a Série B contará com o Cruzeiro, uma das grandes forças do futebol brasileiro. Além da Raposa, caíram Chapecoense, CSA e Avaí, que também devem impor dificuldades.

Título estadual e grana da Copa do Brasil

Já são 13 anos sem a conquista de um título. Com isso, mesmo não sendo uma das prioridades na temporada de 2020, a taça do Campeonato Paranaense seria de fundamental importância para voltar a dar confiança e alegria ao torcedor paranista.

A disputa da Copa do Brasil é a grande oportunidade de o Tricolor juntar uma boa grana. Pela frente, a equipe paranista terá o Palmas-TO na primeira fase. Caso passe pelo time tocantinense, o Paraná pega o vencedor de Bahia de Feira-BA e Luverdense-MT. O Tricolor só pegaria um clube de Série A caso passasse pra terceira fase – o Botafogo está na mesma chave, assim como Caxias, Toledo e Náutico.

A CBF ainda não anunciou os valores de premiação, mas em 2019, por exemplo, o Athletico faturou R$ 52 milhões com a conquista do título.

Fonte: TribunaPr

Related Posts

Facebook Comments