A professora Solange Martins Paludo, técnica da equipe de rendimento de Ginástica Rítmica de Toledo, retornou nesta semana a Toledo de um curso que ministrou em Santiago, no Chile, e um período de treinamento com a equipe daquela cidade. Solange foi uma das instrutoras do curso de Ginástica Rítmica Ivanova Academy, reunindo atletas e técnicas do Chile. O curso foi realizado de 28 de janeiro a 8 de fevereiro e reuniu em Santiago atletas e técnicas de diversas partes do país. Solange também realizou um trabalho de preparação técnica, manejo de aparelhos e limpeza de coreografias ajustando os últimos detalhes técnicos, visando a preparação da equipe de Santiago para o Campeonato Mundial que será realizado na Rússia. O clube vai participar com o conjunto juvenil.

“Foi um trabalho muito interessante. Uma oportunidade de colocar o nosso trabalho e experiência em prática e também de ver como é abordada a ginástica rítmica em outro país. A gente transmite, mas também recebe muito conhecimento”, destacou ela, que esteve no Chile atendendo convite da técnica Caterina Ivanova, búlgara, atualmente residindo no Chile. A técnica já esteve em Toledo, em outros intercâmbios, visando a troca de experiências e informações entre os dois países.

Para Solange, mais que os conhecimentos técnicos, a cultura e os costumes de cada país contribuem na formação dos atletas de ponta e ela observa que tanto no Brasil como no Chile, ou mesmo em outros países que já esteve, é preciso que o atleta e o técnico tenham objetivos claros do que pretendem. “É possível fazer ginástica só para ser feliz? Sim. É possível, mas este tem que ser o objetivo. É possível ser um atleta de ponta? Sim. É possível.  Neste caso, o foco, a cobrança e os investimentos também têm que ser neste mesmo sentido. Isso precisa ser entendido entre pais, atletas e técnicos para que o trabalho seja mais produtivo e os resultados de fato apareçam”.

Segundo ela, estes intercâmbios sempre são muito positivos, pois além de levar informações para outros países também aprende muito sobre a cultura e técnicas utilizadas em outras partes do mundo e que contribuem para complementar a sua formação e desenvolver um trabalho de qualidade em Toledo. A equipe de GR de Toledo já voltou integralmente aos treinos e prepara-se para as competições que serão realizadas durante o ano. A meta da equipe é participar das principais competições estaduais e nacionais de 2019, além de competições internacionais, através do clube ou representado a seleção brasileira de GR.

Projeto

O projeto de Ginástica Rítmica de Toledo, com 28 anos de atuação no município, conta com as parceiras do Sesi e prefeitura de Toledo e  com o co–patrocínio de O Boticário, Sanepar e Itaipu Binacional, através de recursos obtidos pela da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo Federal.

Related Posts

Facebook Comments