O Londrina foi eliminado da Copa do Brasil ao perder por 2 a 1 para o Ceará no Café na noite de quarta-feira (21). O Tubarão começou vencendo, mas acabou levando a virada do time alvinegro.

O Ceará entrou em campo sem dois jogadores importantes. Além de Ricardinho, que, devido a uma lesão no tornozelo, nem embarcou com a delegação para Londrina, pouco antes do início da partida o técnico Marcelo Chamusca não relacionou Pedro Ken devido a uma indisposição estomacal.

No Londrina, Ricardinho teve o retorno de César, manteve Igor Miranda e optou por escalar Moisés, Germano, Marcinho e Rodrigo Figueiredo no meio-campo, um dos setores em que o técnico vem tendo dificuldades para encontrar a formação ideal.

Na primeira metade do primeiro tempo, o Ceará esteve melhor e criou as jogadas mais perigosas. Para a felicidade do Londrina, o Vozão não conseguiu converter as chances em gols. O LEC atuava mais nos contra-ataques e em uma dessas oportunidades, aos 26 minutos, Germano buscou no alto um cruzamento e a bola sobrou na esquerda para Carlos Henrique. O atacante estava impedido, mas o árbitro Elmo Alves Resende Cunha deu sequência à jogada. Carlos Henrique tirou do goleiro e abriu o placar no estádio do Café.

A partir daí, o Tubarão equilibrou a partida. Os dois times continuaram alternando boas oportunidades e aos 41 minutos Carlos Henrique realizou jogada pela esquerda, Richardson bateu a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Germano cobrou no lado direito do goleiro, mas tirou demais e a bola foi para fora, desperdiçando a chance de ampliar o placar para o Tubarão.

No segundo tempo, o jogo ficou complicado para o Londrina. Aos 21 minutos, Germano fez falta em Wescley e recebeu o primeiro amarelo. Logo depois, Juninho empatou para o Ceará, em cobrança de falta. César tentou, mas não conseguiu alcançar: 1 a 1. Na sequência, Germano foi expulso de campo ao receber o segundo amarelo após falta dura.

Para recompor o time, Ricardinho optou por substituir Miullen por Romulo. Chamusca colocou o Ceará para a frente, para evitar a definição nos pênaltis. O time nordestino conseguiu realizar as melhores jogadas do segundo tempo e perdeu chances incríveis de gol. Restou ao Londrina atuar na defesa.

Aos 48 minutos, tomou a virada. Depois de um escanteio, Arthur subiu mais do que a defesa alviceleste e marcou de cabeça. O time londrinense dá adeus à Copa do Brasil.

Related Posts

Facebook Comments