Mais uma goleada

O Paraná Clube venceu por 4 a 1 o CRB, nessa terça-feira (dia 1º) à noite, na Vila Capanema, pela 18ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 7º lugar, com 27 pontos, apenas três posições e um ponto abaixo do G4. A equipe alagoana está na 10ª posição, com 25 pontos.

Com o resultado, o Paraná se fixa entre os quatro melhores mandantes da Série B, com 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota em casa. O time paranaense também mantém a escrita de nunca ter perdido em casa o CRB – em 5 duelos, foram 4 vitórias e 1 empate.

O meia Renatinho marcou dois gols na partida e ampliou seus números como artilheiro do Paraná na Série B e no total da temporada. Ele soma 14 gols em 33 jogos no ano. Na segunda divisão nacional, tem 6 gols em 14 jogos.

O atacante Alemão marcou dois gols na vitória sobre o CRB. Agora ele tem quatro gols pelo clube. O jogador tem apenas cinco jogos como titular pelo Paraná, ou seja, tem média de gols digna de um artilheiro.

Além de Alemão e Renatinho, outro destaque da partida foi Leandro Vilela.

TÉCNICO
O técnico Lisca chegou a três jogos no comando do Paraná, com duas vitórias e um empate.

ARBITRAGEM
O árbitro provocou polêmica ao anular gol do CRB, aos 47 do 1º. Na jogada, Chico lançou a bola para a área. Brock marcou gol contra. Não há impedimento, mas o árbitro anulou por falta cometida por Neto Baiano. Aos 25 do 2º, a bola tocou acidentalmente na mão do zagueiro Audálio, dentro da área, e o Paraná pediu pênalti. O árbitro nada marcou.

ESCALAÇÕES
O Paraná não tinha Gabriel Dias e João Pedro, lesionados, além de Cristovam, suspenso. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com três meias ofensivos (Robson na direita, Renatinho no centro e Minho na esquerda).

No CRB, os desfalques eram o atacante Zé Carlos e o zagueiro Flavio Boaventura. O técnico Dado Cavalcanti usou o esquema 4-1-4-1.

PRIMEIRO TEMPO
O Paraná começou melhor, com bons passes de Vilela e boas arrancadas de Minho e Robson nas pontas. O time abriu o placar aos 17, em cobrança de pênalti de Renatinho. Alemão sofreu a penalidade aos 14, após receber belo lançamento de Vilela. O jogo era controlado, mas o CRB empatou aos 23, em falha do goleiro Richard. Neto Baiano chutou de longe e a bola entrou quase no centro. Depois do empate, o jogo ficou truncado, marcado pela disputa física.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Paraná voltou melhor e conseguiu levar perigo em jogadas pelas pontas. O gol veio já aos 3 minutos. Igor cruzou e Renatinho chutou no canto: 2 a 1. Aos 14, o time da casa mudou, com a saída do volante marcador Jhony para a entrada do volante armador Zezinho. O esquema seguiu o mesmo. Aos 24, o lateral Junior saiu lesionado. O zagueiro Rayan entrou improvisado nessa posição. O CRB avançou e ficou exposto aos contra-ataques. O Paraná aproveitou e fez 3 a 1 aos 28. Minho tocou para Alemnão, que chutou de fora da área e acertou o canto. O quarto gol saiu aos 47 minutos, em belo chute de Alemão.

ESTATÍSTICAS
O Paraná teve 46% de posse de bola, 13 finalizações (7 certas), 85% de precisão nos passes e 6 escanteios. O CRB somou 5 finalizações (1 certa), 87% de precisão nos passes e 4 escanteios. Os dados são do FootStats.

PARANÁ 4 x 1 CRB
Paraná: Richard; Junior (Rayan), Maidana, Brock e Igor; Jhony (Zezinho), Leandro Vilela, Robson, Renatinho (Luiz Otávio) e Minho; Alemão. Técnico: Lisca
CRB: Edson Kölln, Marcos Martins, Adalberto, Audálio e Diego; Yuri (Elvis), Danilo Pires, Edson Ratinho (Tony), Chico e Erick Salles (Ytalo); Neto Baiano. Técnico: Dado Cavalcanti
Gols: Renatinho (17-1º e 3-2º), Neto Baiano (23-1º) e Alemão (28-2º e 46-2º)
Cartões amarelos: Diego, Yuri, Edson Ratinho, Chico (C). Minho, Jhony, Robson (P).
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Público: 8.746 pagantes (8.833 total)
Renda: R$ 144.390,00
Local: Vila Capanema

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *