Por causa do mecanismo de solidariedade previsto no regulamento da Fifa, o Paraná poderá lucrar atéR$ 725 mil com a ida do lateral-esquerdo Wendell Borges do Bayer Leverkusen para o Real Madrid. Segundo a ESPN Brasil, a equipe espanhola estaria disposta a desembolsar até R$ 145 milhões pelo atleta, que defendeu o Tricolor na Série B de 2012, quando tinha 19 anos.

O regulamento da Fifa define que todo clube que contribuir para a formação do atleta receberá uma parte dos 5% do valor total da transação paga pelo clube comprador, caso o registro do jogador tenha sido realizado entre os 12 e 23 anos. No caso paranista, essa quantia ficaria estabelecida em 0,5% do valor da negociação.

Esta não seria a primeira vez que o Paraná lucraria com transferências de Wendell Borges, um dos destaques do Bayer Leverkusen na temporada. Em fevereiro de 2014, quando o jogador defendia o Grêmio, a equipe gaúcha vendeu Wendell para o Bayer Leverkusen por R$ 21 milhões. Na ocasião, o Tricolor teve direito a R$ 105 mil.

Revelado pelo Iraty em 2011, Wendell Borges chegou à Vila Capanema por empréstimo no ano seguinte. Em 2013, a diretoria do Tricolor optou por não investir na permanência do atleta, que foi defender o Londrina. Ainda em 2013, o jogador foi para o Grêmio, também por empréstimo. No fim daquele ano, o clube gaúcho desembolsou R$ 2 milhões para ficar com 65% dos direitos econômicos do atleta — o restante permaneceu com o Tubarão.

Related Posts

Facebook Comments