Motor: Sprint Race define calendário em ano de mudanças

Motor: Sprint Race define calendário em ano de mudanças

A GT Sprint Race acaba de confirmar e anunciar seu calendário definitivo para a temporada 2020, que é considerado pela organização “o mais eclético da história da competição”. Em sua nona edição, com novo formato entre outras novidades, o campeonato contará com nove etapas, algumas delas com atrativos inéditos e em pistas onde nunca foi disputado.

É o caso, por exemplo, das três etapas em edição especial (Special Editions): a #SunsetGoiânia, estreia no Autódromo Internacional de Goiânia (GO), na terceira etapa, em maio; a #AirportTrack, prova inédita no Aeroporto da região metropolitana de Curitiba (PR), na sexta etapa, em agosto; e a inauguração do autódromo de Potenza, na região Juiz de Fora (MG), marcada para novembro, correspondente à oitava etapa. Nessas etapas especiais, os pilotos vão competir obrigatoriamente em dupla, cada qual em sua respectiva classe (PRO e GP) e além do título, concorrerá a R$ 100 mil em dinheiro, como prêmio.

Complementando o campeonato, as outras seis etapas (12 corridas), serão realizadas todas no Brasil, tendo um ou dois pilotos por carro, os quais concorrerão ao título das classes PRO e GP. As etapas internacionais só retornam em 2021, integrando o campeonato a cada biênio.

Outras atrações tradicionais especiais, já consagradas em temporadas passadas, estão confirmadas em 2020. A Guest Race, onde um piloto consagrado no automobilismo é convidado para compor o grid; a Super Pole (Q2), sistema de qualificação que é destinada apenas para os cinco pilotos mais rápidos, os quais terão somente uma volta independente (prevista para a quarta etapa, em julho, no Velo Città); a Inverse Race, com grid invertido para os oito primeiros (na quinta etapa em Interlagos); a tradicionalíssima Night Challenge, corrida noturna, que deve acontecer na segunda etapa, em maio, no autódromo de Londrina; a Set Up Free, na qual os pilotos têm liberdade para realizar o acerto do seu carro, e a etapa decisiva com o Match Point, em Interlagos, foram mantidas.  Na disputa destas, os pilotos concorrem a premiações que somam R$ 300 mil em investimentos.

Na abertura da temporada 2020, a GT Sprint Race retorna às origens, realizando sua primeira disputa no circuito da capital paranaense. “A abertura em Curitiba é uma grande satisfação. Iniciar o campeonato aqui, que considero a casa da Sprint Race, onde tudo começou. Este calendário é o mais eclético de todas as temporadas. A única pista que vai repetir, a princípio, é Interlagos. Todos os circuitos diferentes”,  revela Thiago Marques, CEO da GT Sprint Race.

Mais um marco

O feito mais surpreendente e ousado da história da GT Sprint Race será realizado nesta temporada. Após um longo período de estudo do projeto e negociações para viabilização, uma das pistas do Aeroporto localizado na região metropolitana de Curitiba, com 3.200 metros de extensão, vai abrigar os desafios da sexta etapa do campeonato, em 30 de agosto. Serão três corridas desafiadoras, para um final de semana cheio de ação e belas ultrapassagens. “É algo inovador no automobilismo nacional. Esta ideia foi inspirada numa prova da Formula Indy que ocorreu em 1990 e, agora, vamos realizá-la no Brasil”, declara Thiago.

Embora inédita no calendário nacional, corridas automobilísticas em pista de aeroportos são raras dentro da história do esporte. A primeira delas aconteceu em 1982, no Burke Lakefront Airport, em Cleveland, Ohio, nos Estados Unidos. A pista original tinha cerca de 4.000 metros de extensão. Já em 1990 iniciou nova fase de competições, com o traçado encurtado para 3.389 metros.

Novo circuito

A GT Sprint Race também terá outro marco no automobilismo brasileiro. Será a competição que abrirá os trabalhos do novo Autódromo de Potenza, construído a 40 quilômetros de Juiz de Fora (MG). “Para nós é uma honra de fazer parte da inauguração deste autódromo. A presença da GT será um grande lance para o público Mineiro!”, comenta o organizador.

Atendendo a um apelo de publico e pilotos, a competição também irá para Goiana (GO). “Esta é outra satisfação nossa, que desde o primeiro ano de categoria, são dezenas de pedidos de pilotos e patrocinadores para levarmos nosso elenco, mas vamos de uma forma diferenciada, com uma corrida ao anoitecer, denominada Sunset Goiânia”, enfatiza Marques.

Novas Máquinas

Os novos carros da GT Sprint Race terão motores seis cilindros, com 3.6 de potência, acima de 300cv; chassi tubular em aço inox; suspensão independente, através de duplo triângulo e push rods; além do câmbio sadev de seis marchas, com paddle shift e power shift. Ao equilibrar um alto desempenho com o novo layout, com expressões de extrema qualidade, proporcionará a melhor experiência para os pilotos na história da competição, padronizando, assim, os novos carros da competição.

As emoções das etapas terão transmissões ao vivo pela BandSports e pelo Youtube, no canal da SprintRace. Também serão exibidas para todo Brasil, com cobertura completa, no programa Acelerados no SBT e YouTube – youtube.com/acelerados).

A GT Sprint Race é patrocinada pela aQuamec, Yokohama, Militec1, Sparco, TecPads, Injepro e Fremax.

CALENDÁRIO – GT SPRINT RACE 2020*

11/04 – Curitiba – PR (#GrandOpening)

09/05 – Londrina – PR (#NightChallenge)

30/05 – Goiânia – GO (#GoiâniaSunset)

04/07 – Mogi Guaçu – SP (#SuperPole)

08/08 – São Paulo – SP – (#InverseRace)

30/08 – Curitiba Aeroporto – PR (#AirportTrack)

26/09 – Cascavel – PR (#SprintSetupFree)

01/11 – Juiz de Fora – MG (#OpenHouse)

19/12 – *São Paulo – BRA (#MatchPoint)

*Sujeito a alterações do local

Related Posts

Facebook Comments