Operário sofre mas bate a Lusinha

O Operário Ferroviário não precisou fazer uma partida perfeita para vencer o primeiro compromisso na segunda fase da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Numa noite de quinta gelada em Ponta Grossa, o Fantasma bateu a Portuguesa Londrinense pelo placar de 2 a 0 e fez a festa dos 1.500 torcedores que compareceram no Germano Krüger. O técnico Gerson Gusmão sequer usou força máxima. O comandante alvinegro aproveitou a chance para poupar o zagueiro Diego Macedo, o lateral Peixoto e o volante Serginho Paulista. Na vaga deles entraram Sosa, que retornou de lesão, Acácio e Willian Daltro. Agora o Fantasma espera o complemento da primeira rodada, que acontece no domingo (4), quando Iraty e União Beltrão medem forças no Estádio Coronel Emílio Gomes, em Irati. Primeiro tempo Logo nos minutos iniciais as propostas de jogo ficaram claras. Enquanto o Operário buscava o gol a qualquer custo, a Portuguesa Londrinense optava por não se expor e marcava com praticamente todos os jogadores atrás da linha de meia­cancha. Com a partida truncada, as melhores oportunidades do Fantasma saíram em cruzamentos na grande área. O lado direito, com Danilo Baia e Jean Carlo, foi o que mais criou pelo lado alvinegro. Outra alternativa eram os chutes de longa distância. Foi assim que o volante Willian Daltro obrigou o goleiro Thalles a fazer uma grande defesa após desvio na defesa. Pela Lusinha, o único arremate saiu nos minutos finais, quando Simão agarrou firme a finalização de Davi.

Segundo tempo
Logo após o intervalo, o Fantasma ainda mostrava ansiedade e nervosismo para armar as jogadas. A injeção de ânimo que o time comandado por Gerson Gusmão precisava era o gol. E ele veio aos 16 minutos, quando Cristian encontrou Jean Carlo bem posicionado. O camisa 11 completou para o fundo da rede para alívio e festa da torcida alvinegra.

A comemoração ficou ainda maior três minutos depois. Mais uma vez Cristian fez o trabalho de garçom e rolou para Vandinho mandar para o gol, marcando o segundo dos donos da casa. Com o placar consolidado, restou ao Operário administrar a vantagem e levar os três pontos na primeira partida da fase de grupos.

O técnico Gerson Gusmão ainda aproveitou para poupar os atacantes Jean Carlo e Vandinho ao longo da partida. Próxima rodada A próxima partida do Operário pela Divisão de Acesso é contra o União, de Francisco Beltrão, fora de casa. O confronto ainda não foi homologado pela Federação Paranaense. Antes, neste domingo (4), o Fantasma recebe o XV de Piracicaba, a partir das 15h30, no Estádio Germano Krüger.

FICHA TÉCNICA

Operário: Simão; Danilo Baia, Sosa, Alisson e Acácio; Chicão, Willian Daltro (Daisson) e Washington; Cristian, Jean Carlo (Murilo) e Vandinho. Técnico: Gerson Gusmão
Portuguesa: Thalles; Natan, João Pedro, Anderson e Romeu; Alemão, Marcato (Tutu), Baiano e Totó (Yuri); Davi e Gabriel (Rondonópolis). Técnico: Knário
Árbitro: Diego Bonfim Assistentes: Alessandro Antônio Gonçalves e Fernando César Tobias
Estádio: Germano Krüger, em Ponta Grossa
Público Pagante: 1318 Público Total: 1533 Renda: R$ 28.205,00

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *