Opinião: Bem mais fácil

Opinião: Bem mais fácil

O Coritiba,  ganhou com autoridade e absoluta facilidade, om clássico ATETIBA, deste domingo, Fez 2 a 0, com chances de ampliar a vantagem, diante o domínio que exerceu, ao longo dos 90 minutos. Gilson Kleina, deu um passeio em Paulo Autuori, acabando de vez com a hipotética pressão, ameaçadora quanto a sua permanência no clube. Com esquema  bem montado, meio campo tendo facilidades, pela ausência de marcação atleticana, o Verdão, mandou na partida do princípio ao fim. Criou três chances no período inicial, contra nenhuma do Atlético. Na fase final, graças aos erros de Paulo Autuori, que mexeu errado, tirando Pará, colocando Roberto, na lateral esquerda, mantendo erroneamente, Vinicius e Pablo no meio campo, sem qualquer utilidade, facilitando as coisas para o time coxa branca. Para completar, o treinador tirou Vinicius, colocando André Lima, que jogou apenas 16 minutos, sendo expulso. O atacante, tinha recebido amarelo, ainda no banco de reservas e, no segundo amarelo, foi para os chuveiros. Depois de empate sem gols no período inicial, o Verdão veio com tudo na fase final, abrindo a contagem, aos 27 minutos, Foi uma jogada de Negueba, pela direita, que cruzou, para Thiago Lopes, sozinho, no meio da área pequena, e da dupla de zagueiros Paulo André e Vilches, de cabeça mandar para as redes fazendo 1 a 0.

Com o gol, o Atlético, que já não nada jogava, foi ao fundo do poço, desaparecendo, levando um passeio do adversário. O domínio coxa branca, foi consolidado, com pênalti, cometido por Pará, sobre Vinicius, que Juan, aos 35 minutos, transformou no segundo gol coritibano. Foi um triunfo justo, bem mais fácil  do que se podia imaginar . Negueba e Alan Santos, foram os destaques no Coritiba, enquanto que Wewerton, se salvou no  amontado de jogadores atleticanos. Boa arbitragem de Fábio Filipus, com a presença de quase 25 mil pessoas, com renda de 807 mil reais.

RESPIRA

Com uma vitória, em Toledo, contra o Cascavel, por 2 a 0, o Operário Ferroviário, voltou a respirar, na tentativa de fugir do rebaixamento. O Campeão Paranaense, de 2015, jogava por um único resultado, a vitória, conquistada com dois gols de Thiago Silva, na etapa final. Agora, o Fantasma, precisa vencer o Foz do Iguaçu, domingo em Vila Oficinas e, torcer para que o Rio Branco, pelo menos empate, com o Cascavel, em partida marcada para a cidade de Foz do Iguaçu. Os operarianos, torcem também, para que o Coritiba, vença o Maringá, em partida marcada para o Alto da Gloria.

Related Posts

Facebook Comments