Paranaense na seleção cadeirante

Pela primeira vez em sua história a equipe de basquete em cadeira de rodas dos Tubarões/MM/Fundesp/LDPG tem um atleta convocado oficialmente para integrar uma seleção brasileira. Antonio Olivir Balabuch Júnior, de apenas 18 anos de idade, foi convocado na última sexta-feira para a seleção nacional sub-23, que participará de um Torneio Qualificatório, em Buenos Aires, Argentina, entre os dias 22 e 27 de janeiro. A fase de preparação e também de cortes de 08 atletas será feita no Refice, Pernambuco, de 08 a 22 de janeiro, quando a equipe embarca para o território argentino. São 20 jogadores convocados, e somente 12 permanecerão no grupo principal. Antonio é pivô, e joga basquete em cadeira de rodas há três anos. Ele já vinha sendo sondado pelo técnico Juliano Barros de Souza, que neste ano dirigiu o time da AFADEFI, de Balneáreo Camboriú, e está se transferindo para o basquete paranaense. O treinador na seleção nacional esteve em Curitiba nas finais dos Parajap´s deste ano, e já dava como praticamente certa a convocação do jovem talento.
Antonio obteve projeção nacional no campeonato sul brasileiro de 2014, e também no campeonato nacional da segunda divisão, disputado neste ano, no Rio de Janeiro. Por falta de recursos os Tubarões/MM não estão participando de competições nacionais, e o jovem talento foi emprestado ao Águias, de Concórdia, onde acabou mostrando seu potencial e posteriormente recebendo a convocação. Mas, a presença de Balabuch nos treinamentos da seleção brasileira é incerta, uma vez que recentemente ele começou a trabalhar numa empresa de Ponta Grossa, e dificilmente será dispensado tantos dias para a viagem.
Mesmo passando por algumas dificuldades estruturais, o Tubarões/MM, que foi criado em 2008, mostra a força do basquete em cadeira de rodas ponta-grossense. Conforme o treinador Ben Hur Chiconato, a convocação de Antônio Balabuch mostra a força do time da cidade no cenário nacional. “Assim como este atleta, temos outros valores, que infelizmente não estão aparecendo por conta da nossa não participação em campeonatos brasileiros”, lamenta o técnico. Sobre Antônio, Chiconato destaca que ele é um atleta muito responsável com seu trabalho, e que precisa somente fazer um trabalho de força para se tornar mais completo ainda.
O Tubarões/MM já renovou o patrocínio com o Grupo MM para 2017, e agora busca apoio para renovar as cadeiras de jogo, principal preocupação do técnico nesta temporada.
Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *