PSTC descarta jogo em Cornélio

O presidente do PSTC Procopense, Mário Iramina, descartou a realização do jogo entre PSTC e São Paulo em Cornélio Procópio, no Estádio Municipal Ubirajara Medeiros, pela segunda fase da Copa do Brasil. Na tarde de quinta-feira (16), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou que a partida será realizada, dia 1º de março, às 19h30, no entanto, a definição do local ainda é uma incógnita.
O time procopense tem a vantagem do mando de campo e a Prefeitura de Cornélio chegou a se mobilizar para que a partida fosse realizada no Ubirajara Medeiros, mas um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) de 2013, que pede uma série de adequações no local, aliado às questões de seguranças apontadas pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros, acabaram com as esperanças da população em assistir um jogo histórico para o município.
“Vou ser bem franco e definitivo. A PM e o Corpo de Bombeiros não asseguram que possam dar cobertura para um jogo desses para 2.200 pessoas. Como 10% dos ingressos devem ser para a torcida do São Paulo, a falta de ingressos para os torcedores pode criar um tumulto ao redor do campo, caso venham mais torcedores do que a capacidade do estádio. Imagine o que pode acontecer”, alertou.
Ele também revelou que “terceirizou” a negociação para definir o estádio da partida com a segurança necessária para o Tricolor Paulista. “Três diretores do São Paulo ligaram para mim e se ofereceram para negociar com os estádios onde poderiam realizar a partida. Como o São Paulo possui mais experiência e maior poder de negociação que o PSTC, resolvemos que iríamos brigar juntos para definir a questão do local com essas condições e, ao mesmo tempo, garantir maior percentual de ganho de bilheteria e os gastos com a promoção do jogo”, informou.
Iramina justificou que o São Paulo está mais acostumado com esse tipo de negociação e que a diretoria são-paulina está verificando os últimos detalhes para a realização da partida.
Três locais estão entre os mais cotados para abrigar o jogo. O primeiro deles, pela proximidade com a cidade de Cornélio Procópio, é o Estádio do Café, em Londrina, que atualmente está com a capacidade limitada a receber no máximo 10 mil torcedores em função de problemas nas câmeras de segurança que foram queimadas por um raio. Os dispositivos são uma exigência do Estatuto do Torcedor e a Fundação de Esportes de Londrina (FEL) pode utilizar os serviços da Guarda Municipal para resolver o problema. Assim, o Café pode receber até 30 mil torcedores.
Os outros dois estádios que podem receber a partida são arenas que receberam jogos durante a Copa do Mundo de 2014, a Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), eu Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Os dois estádios se tornaram “elefantes brancos” depois do Mundial com poucas partidas realizadas. Por isso, são alvos de empresários em negociações para grandes jogos.
Vítor Ogawa
Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *