SérieB: Operário vence com gol aos 47

SérieB: Operário vence com gol aos 47

Operário martelou por 90 minutos, pressionou o Criciúma e foi premiado. Mas com boa dose de sofrimento. Foi só nos acréscimos que veio a vitória por 1×0 sobre o Tigre, nesta terça-feira (5), no Germano Krüger. Com a vitória, o Fantasma fica a cinco pontos do Coritiba, o primeiro time do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. E vivo na luta.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Os donos da casa mantiveram o estilo de jogo no seu estádio. Desde o início pressionando, desde o início tentando marcar o adversário na saída de bola. Mas os problemas de outras jornadas se repetiam – o Operário tinha pressa demais, e por isso finalizava pouco ao gol de Paulo Gianezini. Tanto que a primeira grande chance da partida foi de Léo Gamalho, aos 38 minutos, cabeceando no travessão.

A força do Fantasma estava mais uma vez em Maílton. O lateral-direito era a principal opção ofensiva, chegando com facilidade à frente e levando a marcação do Criciúma ao desespero. Mas até o início do segundo tempo o Tigre era mais perigoso, obrigando Rodrigo Viana a trabalhar bastante. Os ponta-grossenses voltaram a mandar no jogo a partir dos 13 minutos, quando Felipe Augusto mandou uma bomba na trave.

O jogo ficou mais aberto e novamente com domínio do Operário. Gerson Gusmão abandonou o esquema com dois volantes e colocou Rafael Chorão na vaga de Jardel, jogando o Criciúma nas cordas. Já com Uilliam no lugar de Jean Carlo e Schumacher na vaga de Felipe Augusto, os donos da casa partiram para a pressão. O Fantasma teve chances, chegou com perigo, mas não conseguia o gol. Até que o melhor em campo resolveu. Aos 46 minutos, Maílton recebeu de Lucas Batatinha e chutou forte, resolvendo a parada. E deixando o Fantasma na briga.

Ficha técnica

SÉRIE B
2º Turno – 33ª Rodada

OPERÁRIO 1×0 CRICIÚMA

Operário
Rodrigo Viana; Maílton, Alisson, Rodrigo e Peixoto; Jardel (Rafael Chorão), Índio e Marcelo; Felipe Augusto (Schumacher), Lucas Batatinha e Jean Carlo (Uilliam).
Técnico: Gerson Gusmão

Criciúma
Paulo Gianezini; Carlos Eduardo (Adilson Goiano), Sandro, Derlan e Marlon; Liel (Reis), Eduardo, Jean Mangabeira e Daniel Costa; Luquinha (Reinaldo) e Léo Gamalho.
Técnico: Roberto Cavalo

Local: Germano Krüger (Ponta Grossa)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Lehi Sousa Silva (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)
Gol: Maílton 46 do 2º
Cartões amarelos: Derlan, Jean Mangabeira, Eduardo, Marlon (CRI)
Renda: R$ 37.755,00
Público pagante: 3.548
Público total: 4.120

 

Fonte: Tribuna do Paraná

Related Posts

Facebook Comments