Sob protestos

Graças a um pênalti polêmico, o Paraná acabou derrotado pelo Figueirense por 1 a 0, na noite desta sexta-feira (29), em Florianópolis. A partida, no estádio Orlando Scarpelli, era válida pela 27ª rodada da Série B do Brasileirão.

A partida encerrou uma série de cinco vitórias seguidas do Paraná na Série B, Apesar disso, o time não sairá da zona de acesso à primeira divisão. O time tem 46 pontos, quatro a mais que o Ceará, atual 5º colocado e que joga neste sábado (30). O risco é perder o terceiro lugar na tabela. O Vila Nova (4º, com 45 pontos) também joga neste sábado.

Foi a primeira derrota do Paraná sob o comando do técnico Matheus Costa. Até então, ele somava quatro vitórias à frente da equipe.

POLÊMICA

No lance polêmico, aos 26 minutos do primeiro tempo, o meia Patrick, do Figueirense, caiu na área ao ser acossado pelo lateral Igor e pelo goleiro Richard. A imagem de TV mostra que o jogador do time catarinense não foi tocado – pelo contrário, é ele quem toca a perna de Igor. “Não aconteceu nada, apenas protegi. O cara chuta minha perna, ele já vinha caindo. O árbitro, depois do jogo, vai ver (o lance)”, disse Igor, ao fim do primeiro tempo.

HISTÓRIA

Na última vez em que havia derrotado o Figueirense em Florianópolis, o Paraná era treinado por Caio Júnior – o mesmo que era o técnico da Chapecoense vítima de um desastre aéreo em 2016. O jogo terminou 1 a 0. Ao fim daquele ano, o time paranaense ganhou vaga na Copa Libertadores de 2007.

TABELA

O Paraná volta a campo na próxima terça-feira (3/10), quando recebe o Internacional. O jogo será na Arena da Baixada. Segundo o clube paranaense, os 40 mil ingressos para o jogo já foram vendidos.

ESCALAÇÃO

O técnico Matheus Costa pôde repetir a escalação que, na última terça-feira (26), derrotou o Náutico por 3 a 0. O único desfalque para a partida era o meia-atacante Robson, suspenso. Contudo, ele tem sido apenas uma opção para o decorrer da partida.

PRIMEIRO TEMPO

Num campo encharcado, o time do Paraná optou por se fechar, mas levava perigo quando contra-atacava. O Figueirense ameaçava pouco, mas conseguiu um pênalti controverso a seu favor: Patrick entrou na área em velocidade e caiu em meio a Igor e Richard. O árbitro caiu na dele e marcou. Henan cobrou e fez 1 a 0. Depois disso, foi a vez do Paraná tomar a iniciativa, mas o gramado prejudicou o toque de bola da equipe.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Paraná levou alguns sustos, mas tentou tomar o controle do jogo. A posse de bola da equipe chegou a ter picos de 67% na etapa, mas faltava chutar a gol. Aos 17 minutos, o treinador trocou Vítor Feijão por Giovanni. Em seguida, Renatinho cobrou uma falta no travessão, na primeira finalização no 2º tempo. Aos 23, Leandro Vilela sentiu uma lesão na coxa e deu lugar a Zezinho.

Com o passar do tempo, o Paraná perdeu gás. Em sua última cartada, Costa colocou Rafhael Lucas no lugar de João Pedro, aos 38 minutos. Não deu resultado.

ESTATÍSTICAS

Ao fim de 90 minutos, o Paraná somou 5 finalizações (2 certas e uma na trave), 54% de posse de bola e 88% de acerto nos passes. O Figueirense obteve 8 finalizações (4 certas e lima na trave), 46% de posse de bola e 86% de acerto nos passes. Os porcentuais são do Footstats.

 

FIGUEIRENSE 1 x 0 PARANÁ

Figueirense: Saulo; Dudu, Marquinhos, Henrique Trevisan e João Lucas; Pereira, Patrick e Marco Antônio (Lucas Silva); Ty Sandows (Dudu Vieira), Henan (Nicolas Careca) e Joãozinho. Técnico: Milton Cruz

Paraná: Richard; Cristovam, Maidana, Brock e Igor; Leandro Vilela (Zezinho), Gabriel Dias, João Pedro (Rafhael Lucas), Renatinho e Vitor Feijão (Gioivanni); Alemão. Técnico: Matheus Costa

Gols: Henan (27-1º)

Cartões amarelos: Ty Sandows, Marquinhos, Dudu, Gabriel Dias, Cristovam

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Público: 2.651 (pagante), 2.661 (total)

Renda: R$ 59.660

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, sexta-feira

 

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *