Sprint Race define os campeões

A etapa decisiva da Sprint Race Brasil neste domingo, dia 03 de dezembro, no Autódromo Internacional de Curitiba, foi marcada por disputas eletrizantes e demonstrou o equilíbrio das categorias PRO e GP. A festa foi generalizada após a bandeirada e chegada dos pilotos campeões de 2017 nos boxes com Berlanda Junior garantindo o bicampeonato na categoria PRO e a dupla Jorge Martelli / Kau Machado com o título na GP.

Desta vez, foram três pilotos diferentes no lugar mais alto do pódio na oitava etapa. Na primeira corrida do dia, na PRO, Erik Mayrink conquistou sua primeira vitória no seu ano de estreia no campeonato. Na segunda corrida, Berlanda Junior superou o pole position [Mayrink] nas primeiras voltas e assumiu a liderança da prova até a bandeira quadriculada. Na GP, Caito Vianna que retornou à categoria com muita sede de vencer e faturou as duas corridas.

“O bicampeonato veio com muito sacrifício, começou muito bem no final de semana nos treinos e com a pole. Estava difícil, mas não parecia perdido porque a esperança é a última que morre. Na segunda corrida principalmente, saindo da nona posição, deu tudo certo. Fiz uma excelente largada que foi essencial para definir o resultado”, comemorou o catarinense Berlanda Junior.

Jorge Martelli conquistou seu primeiro título ao longo de 10 anos de carreira. “Esse título é uma honra muito grande. Somamos os pontos que precisávamos para ganhar o campeonato que veio de um grande esforço e aprendizado de um ano inteiro. Devo muito ao meu parceiro Kau Machado que ajudou nessa evolução como piloto, um grande professor. Estamos muito felizes e agora é só comemorar!”, festeja Jorge Martelli que pretende permanecer na Sprint Race em 2018.

“É realmente emocionante ser campeão”, relata Kau Machado. A missão, porém, foi difícil para o pioneiro no automobilismo e na Sprint Race, com passagem na Stock Car Light e Pick Up Racing.  É recordista de vitórias na categoria GP (19). “O título é a coroação de toda uma luta, um trabalho ao longo do ano. Os nossos adversários diretos evoluíram muito e acabou forçando um pouco para que investíssemos em um melhor desempenho. Quero compartilhar essa conquista e dedicar a todos os pilotos da Sprint e aos meus familiares”, ressalta Kau Machado que reserva dois vice campeonatos na categoria.

“Mais uma temporada e felizmente de sucesso. Nós trabalhamos muito para alcançar nesse nível que estamos chegando, sabemos que temos muito para melhorar e aprender. Posso dizer com certeza que foi a melhor temporada da Sprint e, isso, nos fortalece para entrar em 2018 e ser melhor ainda. A ideia é sempre evoluir!”, diz emocionado Thiago Marques, organizador da Sprint Race Brasil.

“Quero agradecer a todos os envolvidos nesse projeto, desde a nossa colaboradora da limpeza na sede da TM7 Competições, os pilotos, patrocinadores, assessoria, produção, mecânicos, foram nota 10”, completa Thiago.

Na última disputa da temporada estiveram na busca pelo título sete pilotos na PRO, João Rosate, Berlanda Junior, Raphael Campos, Gabriel Lusquiños e Erik Mayrink, Luiz Túrmina e Vinícius Margiota que são representantes dos Estados de Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente. E quatro pilotos na GP, o paranaense Kau Machado e o catarinense Jorge Martelli, foram perseguidos pelo paulista Gerson Campos e o sul-mato-grossense Claudio Buschmann.

A temporada contou com oito etapas e dezessete corridas, – incluindo a Corrida de Convidados. Os pilotos superaram os concorrentes e os próprios limites para conquistar o título. A oitava etapa computou pontos dobrados, valendo 25 pontos para o classificatório, 25 pontos a primeira corrida e 50 pontos a segunda corrida, portanto 100 pontos estiveram em jogo.

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *