Time paranaense fecha primeira fase em Osasco

Time paranaense fecha primeira fase em Osasco

O Vôlei Positivo enfrenta neste sábado (3), às 19 horas, o ADC Bradesco, na Arena Bradesco, em Osasco (SP), pela última rodada da primeira fase da Superliga B. O time londrinense é o atual líder da competição, sem nenhuma derrota e nenhum set perdido, e já está classificado para a semifinal. Se continuar com a ótima companha e chegar à final, terá direito de disputar a decisão em casa, em partida única. Com 12 pontos, as londrinenses têm como perseguidor mais próximo o Curitiba Carob House/CMP, que soma nove e que neste sábado recebe o Lavras Vôlei.

Rogério Portela, o técnico do Positivo, destacou que, se vencer o ADC Bradesco, o mais provável é que o Vôlei Positivo volte a enfrentar o time de Osasco na semifinal ou o Lavras Vôlei. “As duas equipes estão com a mesma pontuação (três cada). Em tese, a gente pode pegar qualquer uma dessas duas equipes”, apontou.

Ele explicou que a vitória é importante para confirmar a primeira colocação e fazer a final da Superliga B em casa. “Nos dois últimos jogos, a torcida nos ajudou muito”, elogiou Portela. Se chegar à final, o Positivo já tem vaga garantida na próxima Superliga A.

A líbero Silvana já jogou no Vôlei Nestlé e atuou contra o Bradesco, por isso conhece de perto a estrutura que o time de Osasco possui. “Sempre joguei contra e sei que os profissionais deles são muito bons. Temos que entrar com nossa experiência e jogar para cima delas essa responsabilidade”, apontou.

A levantadora Nathalia destacou a grande altura média da equipe adversária. “São jovens e têm muita ‘saúde’ e força no ataque. Elas têm um bloqueio bem expressivo. A gente precisa trabalhar para sair desse bloqueio, sair das centrais. Com passe na mão, facilita para elas. É importante defender e fintar esse bloqueio”, afirmou.

A ponteira e capitã Juliana Odilon enfatizou a necessidade de fechar bem a primeira fase para que o time entre na fase final embalado. “Fizemos duas semanas de treinamento intenso (a Superliga B parou por 14 dias em fevereiro) e nosso time teve um grande crescimento. O Bradesco também é um time bem treinado e forte no ataque, mas a gente foca muito mais na nossa equipe. Sabemos que precisamos sacar bem para quebrar o passe delas. A gente treina bem todos os fundamentos, mas nessa partida a gente tem consciência de que o saque vai ser um fundamento muito mais importante que em outros jogos”, descreveu a capitã.

Related Posts

Facebook Comments