Tricolor decide vaga

O Paraná Clube coloca em jogo sua invencibilidade na Vila Capanema nesta quarta-feira (dia 8) às 19h30, quando recebe o Bahia, pela segunda fase da Copa do Brasil. O time paranaense disputou seis jogos em casa na temporada e não perdeu – foram cinco vitórias e um empate.

O adversário desta quarta-feira, porém, tem levado a melhor contra o Paraná no histórico recente. Desde que o time paranaense foi rebaixado, em 2007, as duas equipes se enfrentaram dez vezes. O Bahia venceu seis desses confrontos. Nos outros quatro jogos, dois empates e duas vitórias paranistas.

Além do retrospecto, o Bahia é uma “pedra no sapato” por outro motivo. O time está invicto em 2017. Até agora, soma sete vitórias e quatro empates no ano. Foram quatro jogos na Copa Nordeste, seis no Baiano e um na Copa do Brasil.

Nessa segunda fase da Copa do Brasil, pelo novo regulamento, não há partida de volta. A disputa ocorre em jogo único e ninguém tem a vantagem do empate. Em caso de igualdade no placar, a decisão será nos pênaltis. Quem vencer, enfrenta na terceira fase o ASA, que eliminou o Coritiba.

O Paraná já acumulou R$ 565 mil em cotas de TV na Copa do Brasil 2017 – R$ 250 mil por participar da primeira fase e R$ 315 pela segunda fase. Se chegar à terceira, receberá mais R$ 680 mil, acumulando um total de R$ 1,2 milhão.

O clube lançou promoções para a partida. Uma delas é em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Sócios poderão trazer sem custo uma mulher ao estádio. Quem comprar ingresso inteiro também garante o acesso de uma mulher gratuitamente no mesmo setor. Cinco sócias (com acompanhante) serão sorteadas para assistir ao jogo no camarote e outras cinco na tribuna de honra.

Quem comprar uma camisa oficial na Loja PRC, na Kennedy, por R$ 150, ganha um ingresso para a partida.

Apesar da baixa média de público do Paraná em 2017, o técnico Wagner Lopes adotou um discurso de agradecimento aos torcedores. “Só tenho a agradecer o comportamento da nossa torcida, até aqui. Eles compraram a ideia é certamente vão dar um incentivo mais do que especial nessa partida”, afirmou o treinador, para o site oficial do clube.

Mesmo liderando o Paranaense desde o início e praticamente classificado na Primeira Liga, o Paraná tem média de 2.466 pagantes na Vila Capanema em 2017. Como comparação, a Série C do Brasileiro de 2016 teve média de 4.059 pagantes.

Em relação ao time, Wagner Lopes não deu pistas. É certo, porém, que ele usará todos os titulares, já que os reservas atuaram no domingo, contra o Rio Branco, pelo Paranaense. Mesmo assim, fica a dúvida na meia-esquerda, entre Guilherme Biteco e Matheus Carvalo.

PARANÁ x BAHIA
Paraná: Léo; Diego Tavares, Airton, Eduardo Brock e Igor Cariús; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Bruno Cantanhede, Renatinho e Matheus Carvalho (Guilherme Biteco); Ítalo.Técnico: Wagner Lopes
Bahia: Deijair; Tinga, Bolívia, Tiago e Pablo Armero; Edson, Juninho, Kaynan, Régis e Zé Rafael; Hernane. Técnico: Guto Ferreira
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Local: Vila Capanema, quarta-feira às 19h30
Ingressos: Curva R$ 30, Reta R$ 40, Sociais R$ 60, Cadeira R$ 80, Visitante R$ 30

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *