Tricolor reclama da arbitragem

O Paraná Clube chegou a flertar com a vice-liderança da Série B na noite deste sábado (21/10) e ameaçou encerrar um tabu histórico. No final das contas, teve de se contentar com um empate contra o América-MG no Independência. João Pedro, ex-Atlético-PR, abriu o placar para os visitantes no 1º tempo, mas Bill, ex-Coritiba, garantiu a igualdade. Os dois tentos foram marcados de pênalti.

Com o empate, o time paranaense deixa a escapar a oportunidade de abrir quatro pontos para o quarto colocado e de assumir a 2ª colocação. Por outro lado, chega aos 53 pontos e mantém a diferença de dois pontos para o Vila Nova, que empatou em casa contra o Oeste (0 a 0). Já o América-MG, com 56 pontos, mantém a 2ª colocação, mas agora está cinco pontos atrás do Internacional, que venceu o Criciúma fora de casa por 3 a 2.

Na próxima rodada, o Tricolor da Vila Capanema tem mais um confronto direto na luta pelo acesso, contra o Vila Nova. Após dois jogos fora de casa (derrota por 1 a 0 contra o Ceará antes de hoje), a equipe volta a atuar diante de sua torcida na próxima terça-feira. Já o América-MG faz um confronto “caseiro” contra o Boa Esporte no Estádio Municipal de Varginha.

TABU HISTÓRICO

O Paraná Clube nunca venceu o América-MG atuando como visitante. Ao todo, são 11 jogos com cinco vitórias mineiras e seis empates.

DESFALQUES

O técnico Matheus Costa teve de realizar três mudanças na equipe para o jogo em Belo Horizonte. Sem poder contar com o lateral-direito Cristovam, o meia Renatinho e o atacante Alemão, todos suspenso por cartões amarelos, ele apostou nas entradas de Júnior, Vitor Feijão e Rafhael Lucas. A quarta mudança foi o retorno de Gabriel Dias, que esteve suspenso na derrota diante do Ceará.

No Coelho, Enderson Moreira não contou também com três jogadores: o zagueiro Lima, o volante Zé Ricardo e o lateral-direito Ceará.

PRIMEIRO TEMPO

Na etapa inicial, o principal destaque paranista foi a marcação. Bem compactada, a equipe paranaense tinha tranquilidade para conter a pressão mineira, uma vez que o América-MG adiantava as linhas e marcava desde o campo adversário.

Para escapar do sufoco, os visitantes tinham como válvula de escape as jogadas pelas laterais, especialmente pela direita, com Júnior e Vitor Feijão. Foi por ali que surgiram as melhores oportunidades para a equipe de Matheus Costa.

Na primeira delas, aos 2 minutos, Rafhael Lucas chutou para fora. Na segunda, aos 26, Vitor Feijão tentou um belo drible para cima de Pará, invadiu a área e acabou derrubado. Na cobrança de pênalti, João Pedro bateu bem e abriu o placar no Independência.

SEGUNDO TEMPO

Na volta para a segunda etapa, uma mudança em cada equipe. No Paraná, Murilo Rangel substituiu João Pedro, que sentiu uma torção no joelho. Já no América-MG, Enderson Moreira sacou Pará para a entrada do volante Neto Moura, com Ernandes deslocado para a lateral. Dez minutos depois, a segunda mudança, com Renan Oliveira substituindo Matheusinho, que sofreu a mesma lesão de João Pedro.

Especialmente a partir da segunda alteração o Coelho passou a dominar amplamente a partida, finalmente encontrando espaços na defesa adversária. Ruy levou perigo contra o gol de Richard em dois chutes de fora da área, para fora. Na sequência, acertou belo lançamento para Bill, que foi derrubado por Richard. Pênalti que o ex-coxa-branca não desperdiçou, empatando a partida: 1 a 1.

O time paranaense chegou a balançar as redes novamente antes do apito final. Aos 31 minutos, Robson levou a melhor contra Norberto pela primeira vez e bateu cruzado na bola. Vitor Feijão apareceu livre na 2ª trave e completou para o gol, mas a arbitragem assinalou impedimento, em lance polêmico.

FICHA TÉCNICA

América-MG 1 x 1 Paraná Clube

América-MG:  João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Pará (Neto Moura); Ernandes, Juninho, Ruy, Matheusinho (Renan Oliveira) e Luan; Bill (Edno). Técnico: Enderson Moreira
Paraná: Richard; Junior, Maidana, Brock e Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss (Jhony), Vitor Feijão, João Pedro (Murilo Rangel) e Robson (Felipe Alves); Rafhael Lucas. Técnico: Matheus Costa
Gols: João Pedro (28-1º), Bill (22-2º)
Cartões amarelos: Robson (P); Bill, Pará (A)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte, sábado (21/10) ás 19 horas

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *