O Coritiba está na final do Campeonato Paranaense. Jogando no Couto Pereira na tarde deste sábado, o time da Capital voltou a derrotar o PSTC, desta vez por 2 a 0 (havia vencido a partida de ida em Cornélio Procópio por 3 a 0). Após um primeiro tempo fraco, o Coxa encontrou o caminho do gol na etapa final e garantiu a vitória com os tentos marcados por Kléber, artilheiro isolado do Estadual, e Luccas Claro.

Com o resultado, o Verdão alcança sua sétima vitória consecutiva na temporada e fica no aguardo para conhecer o rival na grande final do Paranaense. O jogo entre Atlético e Paraná acontece amanhã às 16 horas, na Vila Capanema. No duelo de ida, vitória atleticana por 2 a 1.

Independente de quem será o rival na decisão, o Coritiba já sabe que decidirá no Couto Pereira, já que é o detentor da melhor campanha no Estadual.

O Jogo

Para o duelo de volta pela semifinal do Paranaense, Gilson Kleina teve de mexer bastante no Coritiba. Se por um lado Carlinhos e Kléber voltavam ao time, por outro Alan Santo (3º amarelo), Dudu e Juan (lesionados) ficaram de fora. Os substitutos foram Amaral, Vinícius e Thiago Lopes. Já no PSTC, Reginal Vital promoveu duas mudanças: o meio-campista Arthur e o atacante Jenison nos lugares de Makelele e Lucão.

Deformado, o Coritiba perdeu suas principais qualidades: a marcação adiantada e a mobilidade ofensiva. Para piorar, o time de Cornélio Procópio ainda marcava forte a saída de bola coxa-branca, anulando os volantes e obrigando os donos da casa a apelarem aos “chutões”.

O jogo então ficou madorrento, ao ponto de o Coxa não conseguir uma finalização sequer na primeira etapa. Para se ter noção da falta de repertório dos donos da casa, a melhor oportunidade foi numa cobrança de lateral que Ceará mandou direto para a área e que Negueba tentou chutar de voleio, mas estava impedido. O PSTC tinha mais espaço para jogar, é bem verdade, mas faltava qualidade. Finalizou mais (cinco vezes), mas todos os chutes foram de longe e para longe do gol, sem levar perigo.

Na volta para a segunda etapa, Reginaldo Vital tratou de deixar seu time mais ofensivo. Saiu o lateral-direito Léo e entrou o meia-atacante Rodolfo, com Caxambu sendo recuado para fechar o setor defensivo. O Coritiba, se não fez nenhuma mudança, ao menos voltou mais sedento, tanto que com um minuto da primeira etapa fez mais do que em todo o 1º tempo, obrigando Lucas a fazer boa defesa.

A melhora na atuação do Coxa traduzia-se pela subida de produção do lado esquerdo, com Vinícius atuando como ponta, sem trocar de posição com Thiago Lopes. E aos 13 minutos o ex-palmeirense mostrou que a mudança foi acertada ao fazer um cruzamento na medida para Kléber, de cabeça, marcar seu 13º gol no Campeonato Paranaense.

Atrás do placar, o PSTC tentou se lançar ao ataque em busca do empate. Sem o mesmo fôlego, porém, a estratégia acabou se tornando suicida e o Coritiba logo encontrou o segundo gol com Luccas Claro, aos 19 minutos.

O Coxa ainda teve boas chances para ampliar o placar com Negueba, mas o goleiro Lucas evitou um placar mais elástico.

 

CORITIBA 2 X 0 PSTC
Coritiba: Elisson; Ceará (Reginaldo), Juninho, Luccas Claro (Wallison Maia), Carlinhos; Amaral, João Paulo (Ícaro), Vinícius, Thiago Lopes e Negueba; Kleber. Técnico: Gilson Kleina
PSTC: Lucas; Leonardo (Rodolfo), Tayron, Spice e Índio; Rafael, Fauver, Wellington Baroni (Igor),Arthur (Carrer) e Caxambu; Jenison. Técnico: Reginaldo Vital.
Gols: Kléber (13-2º), Luccas Claro (19-2º)
Cartões amarelos: Léo, Caxambu (P); Amaral, João Paulo (C)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Público: 8.358 pagantes (9.891 total)
Renda: R$ 209.575,00
Local: Estádio Couto Pereira, sábado às 16 horas

 

Fonte: Bem Paraná

Related Posts

Facebook Comments