Guarapuava e Copagril fizeram um jogo eletrizante na noite deste sábado, no Ginásio Joaquim Prestes. Os visitantes saíram com o resultado de vitória por 7 a 5, mesmo tem que superar duas expulsões durante o jogo – Deivão e Eduardo Jaba. O Guarapuava teve expulso Diego Fávero,quando faltavam 12 segundos para o fim da partida.

Aliás, a arbitragem paranaense foi o único ponto questionável na partida. Jeferson de Lima e Gustavo Rossetin inverteram alguns lances, apitaram ‘no pé’ um do outro em vários lances, incluindo um pênalti para o Guarapuava. A atuação foi reclamada por dirigentes das duas equipes,

A Copagril largou bem na partida e aproveitou todas as chances que criou – Barbosinha, Biel e Eduardo Jabá colocaram a bola nas redes. Nos últimos dois minutos do primeiro tempo, Diego Fávero marcou duas vezes para o Guarapuava, uma delas em tiro livre.

O que seria pressão, acabou se revertendo no ínicio do segundo tempo. O goleiro Deivd ampliou a vantagem na Copagril logo aos 40 segundos, com um chute forte da quadra defensiva.

MAs a partir de 1’40 o jogo pegou fogo. Primeiro com um pênalti marcado para o Guarapuava. No lance, Deivão foi expulso e, equivocadamente, aarbitragem expulsou o técnico Paulinho Sananduva. Na cobrança, Mauricinho marcou.
Logo na sequencia, Diego Fávero empatou, 4 a 4.
Foi aí que a Copagril se superou. Vinte segundos depois, em um contraataque, Biel chegou chutando forte para marcar.
Em novo contragolpe, Cristian Alfinete chutou rasteiro e  e ampliou para 6 a 4.
Na sequencia, uma falta resultou na expulsão de Eduardo Jabá. A Copagril conseguiu segurar o tempo necessário para não tomar o gol com um jogador à menos em quadra.

Faltando 8 miutos para o fim da partida, Adeirton aproveitou uma bola espirrada para descontar. Porém, foi em mai sum contraataque que a Copagril matou o jogo, novamente com Crstian Alfinete, 7 a 5.

Related Posts

Facebook Comments