O Internacional fez o que pregou nos dias que antecederam o jogo contra o
Cianorte: foi inteligente. Ao ver a equipe local sair atrás do resultado pois javia
perdido o jogo de ida por 2 a 0, o Colorado aproveitou-se do contra-ataque e repetiu
o placar do jogo de ida nesta quarta-feira (14). O novo 2 a 0 coloca o time gaúcho
na quarta fase da Copa do Brasil.
O rival seguinte e o mando de campo serão definidos em um sorteio na próxima
segunda-feira. Os jogos são em 4 e 18 de abril. Antes, o Internacional encara o
Grêmio no domingo na Arena. O jogo abre as quartas de final do Gauchão.
Os gols foram marcados por Patrick e D’Alessandro, que até perdeu um pênalti no
primeiro tempo. Com a classificação resolvida, o Internacional tratou de preservar
jogadores no fim do jogo e teve ainda a estreia de Rossi.
A vitória do Inter quebrou invencibilidade de dois anos e quatro meses do Cianorte
no estádio Albino Turbay.

Patrick faz gol e dá assistência
Outro destaque do time gaúcho foi Patrick. Atuando centralizado, ele apareceu num
contra-ataque para fazer o primeiro gol e cruzou para o gol de D’Alessandro no
segundo tempo.

Moledo repete erros técnicos
Rodrigo Moledo ganhou oportunidade de jogar com os titulares do Inter. Klaus ficou
no banco nesta quarta-feira. O defensor, porém, não teve boa atuação novamente.
Cometeu muitas falhas e faltas. Ainda está, aparentemente, distante de sua melhor
forma.

Cianorte ataca e D’Alessandro perde pênalti
A partida inverteu a ordem embasada no tamanho dos clubes. Foi o pequeno
Cianorte quem pressionou no primeiro tempo. Com Neto Costa como pivô e a boa
aproximação do robusto camisa 10 Xavier, o time do Paraná empilhou lances em
que por detalhes não marcou o gol. Ao Inter coube o contra-ataque. E numa dessas
chegadas, Marcinho enfiou Roger que concluiria não fosse derrubado por Arroyo
dentro da área. Pênalti marcado e o time visitante poderia sair na frente. Mas
D’Alessandro bateu fraco e o goleiro João Gabriel defendeu.

E foi num contra-ataque…
E num dos lances em que Cianorte buscava o gol, estava naturalmente preocupado
com isso porque perdeu por 2 a 0 o jogo de ida, o Colorado encaixou novamente o
contra-ataque. Esticada em velocidade para Marcinho, passe para Patrick e a bola
rolada para o gol. O terceiro na frente deu ao time gaúcho total tranquilidade para o
restante da partida.

Apagão encerra o primeiro tempo
Um dos postes de luz apagou-se ao fim do primeiro tempo. Ainda com a bola
rolando – faltava os dois minutos de acréscimo – a queda de luz não forçou
interrupção na partida. O árbitro falou com os capitães dos times e decidiu concluir
a primeira etapa sem total iluminação. Por conta da demora em restabelecer a
melhor condição de jogo, o segundo tempo demorou mais do que o habitual para
começar.

Jogo resolvido: Inter preserva jogadores e tem estreia
Com a vitória parcial o Inter tratou de preservar seus jogadores. Tirou Roger,
Marcinho e Edenílson. Tudo porque tem Gre-Nal no domingo, abrindo as quartas de
final do Gauchão, e todos serão necessários. Enquanto isso, Rossi, apresentado na
última semana, fez sua primeira partida.

FICHA TÉCNICA
CIANORTE 0 X 2 INTERNACIONAL
Data: 14/03/2018 (quarta-feira)
Local: estádio Albino Turbay, em Cianorte (RS)
Árbitro: Bruno Arleo de Araújo
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Gabriel Conti Viana
Cartões amarelos:  Arroyo (CIA), André Luís (CIA), Morelli (CIA), Richarlyson
(CIA); Rodrigo Moledo (INT), Gabriel Dias (INT), Cuesta (INT);
Gols: Patrick, do Inter, aos 38 minutos do primeiro tempo; D’Alessandro, do Inter
aos 23 minutos do segundo tempo;

CIANORTE
João Gabriel; Gerônimo, Montoya, Feliphe Gabriel e Arroyo (Deco); Morelli,
Carrilho, Richarlyson, André Luis (Clebinho) e Xavier (Murilo); Neto Costa.

Técnico: Irineu Renato (auxiliar)
INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Edenilson (Ruan), Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo
Dourado, Gabriel Dias, Patrick, D’Alessandro e Marcinho (Rossi); Roger (Brenner).
Técnico: Odair Hellmann

Related Posts

Facebook Comments