Operário mescla elencos para a Segundona

Campeões da Taça FPF, os jovens atletas do Operário que renovaram contrato vão ter a chance de adquirir uma qualidade que geralmente só vem com o tempo. Com a união do elenco sub­23 com o profissional, os novatos vão poder ganhar experiência com os mais velhos – condição ainda mais importante por conta do perfil da Divisão de Acesso. “Treinar com jogadores experientes, rodados, vai agregar muito. Eles vão ver [nossos] erros e ajudar a melhorarmos. Eles vão nos ensinar os atalhos. É só assim que a gente vai evoluir”, confirma o volante Thales ­ peça­chave do Operário no título sub­23 ­ pela assessoria de imprensa. Inclusive, ele é o mais jovem do elenco, com 18 anos. Os demais remanescentes da Taça FPF possuem entre 20 e 23 anos, ao passado que os atletas do time profissional têm, na maioria, entre 28 e 32 anos. Com a união dos grupos, a média de idade do Operário está em 25 anos. “É uma mescla boa. Aliar juventude com experiência em uma competição que vai ser muito forte e na Série D é essencial. Vamos precisar muito da experiência dos jogadores que ficaram e da juventude da rapaziada do sub­23”, destacou o capitão Chicão, via assessoria.

 

Fonte: NET Esporte Clube

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *