Veja como foi a vitória do Paraná sobre o FC Cascavel

Veja como foi a vitória do Paraná sobre o FC Cascavel

Num dia de homenagem às mulheres na Vila Capanema por conta do Dia Internacional da Mulher, celebrado ontem (08 de março), o Paraná Clube conseguiu uma vitória heroica diante do Cascavel na estreia da Taça Dirceu Kruger, o segundo turno do Campeonato Paranaense. Depois de abrir o placar com apenas um minuto com o zagueiro Rodolfo, a dupla de zaga do time da casa vacilou e tomou o empate aosnove, com Lucas Tocantins. Quando o confronto parecia decidido, o zagueiro-artilheiro Rodolfo voltou a aparecer e marcou um golaço de voleio aos 46 minutos e meio, garantindo a vitória paranista por 2 a 1.

Pouco antes do apito inicial, os jogadores paranistas entraram em campo acompanhados por 22 mulheres, todas sócias do Tricolor. Elas ficaram ao lado dos atletas enquanto as equipes estavam perfiladas e era executado o hino nacional.

Na próxima rodada, no domingo dia 17 de março, o Paraná volta a campo para medir forças contra o Rio Branco, em Paranaguá. Já o Cascavel joga novamente em Curitiba, contra o Coritiba. Os dois jogos estão marcados às 16 horas.

Escalação

Dado Cavalcanti realizou algumas poucas mudanças no time do Paraná. No meio de campo, o volante Luiz Otáveio e o meia Higor Leite foram preteridos por Jeferson Lima e Alesson. No ataque, Caio Rangel ganhou uma chance ao lado de Andrey e Jenison.

No gol, Thiago Rodrigues, lesionado, acabou abrindo espaço para a estreia de Alisson. Jhonny Lucas, que seria titular, sentiu um desconforto muscular e acabou não sendo relacionado. O meia-atacante Maicosuel também sofreu um problema muscular e ficou de fora, enquanto o atacante Rodrigo Carioca está em fase final de recuperação.

No Cascavel, Paulo Foiani fez duas mudanças, ambas no setor ofensivo, com Bruno Lopes e Lucas Tocantins nos lugares de Wagner Libano e Ricardo Lobo.

Primeiro tempo

Apoiado pela torcida, o Paraná partiu para cima do Cascavel desde o primeiro instante e não demorou para ser premiado. Com um minuto e meio de partida, a defesa da equipe visitante afastou a bola da área na cobrança de escanteio. A sobra, porém, ficou com Caio Rangel na lateral. Ele passou pelo marcador e só rolou para o zagueiro Rodolfo aparecer na área de surpresa e, mostrando instinto de artilheiro, abrir o placar da partida.

A torcida vibrou. Mas a lua de mel durou pouco. É que logo começou a ‘zica’. Primeiro, aos 7 minutos, Caio Rangel se lesionou fora do lance e teve de ser substituído por Juninho. Dois minutos depois, a zaga do Cascavel deu um chutão para afastar a bola de sua defesa e, inesperadamente, acabou criando a jogada de contra-ataque que terminou com Lucas Tocantins aproveitando a bobeira da dupla de zaga Rodolfo e Fernando Timbó para empatar a partida.

Não demorou, então, para a paciência do torcedor se esgotar. A cada erro da equipe, vaias das arquibancadas. O principal alvo era ao zagueiro Fernando Timbó, jogador formado pelo Coritiba. Antes do fim da etapa inicial, a equipe ainda teve boas chances com Jenison, Andrey (duas vezes) e Alesson. Mas faltou pontaria.

Segundo tempo

Na volta para o segundo tempo, Paulo Foiani fez a primeira substituição no Cascavel, com Bidía no lugar de Léo Bartholo. E o cenário da partida mudou. Nervoso, o Paraná errava muitos passes e já não conseguia superar as duas linhas de quatro do Cascavel que, por sua vez, ficava mais tempo com a bola, mas sofria pela falta de velocidade na hora de criar jogadas. Assiim, o jogo ficava brigado no meio de campo, num perde e ganha constante.

Aos 20 minutos, mais uma mudança em cada time. No Paraná, Dado Cavalcanti substituiu Alesson por Jean Lucas. No Cascavel, Paulo Foiani tirou Lucas Tocantins para a entrada de Wagner Libano, titular da equipe na maior parte da Taça Barcímio Sicupira. Mais tarde, aos 28 minutos, Higor Leite substituiu Jeferson Lima na volância.

Quando o empate já parecia encaminhado, uma bola foi lançada da intermediária para a área do Cascavel. E aí a estrela do zagueiro-artilheiro Rodolfo brilhou mais uma vez: ele dominou no peito e aceertou um lindo voleio para o fundo das redes. O time do Cascavel ficou reclamando que dois jogadores (Rodolfo e Hitalo Rogério) teriam colidido de cabeça. “É a regra do jogo. Quando tem batida de cabeça, tem de parar”, reclamou o volante Duda após a partida.

FICHA TÉCNICA

Paraná 2 1 Cascavel

Paraná: Alisson; Éder Sciola, Fernando Timbó, Rodolfo e Guilherme Santos; Jeferson Lima (Higor Leite), Fernando Neto e Alesson (Jean Lucas); Andrey, Caio Rangel (Juninho) e Jenison. Técnico: Dado Cavalcanti.
FC Cascavel: Fernando Júnior; Everton Silva, Ítalo, Hitalo Rogério e Wilian Simões; Duda, Léo Bartholo (Bidía), Oberdan (Welton) e Mateuzinho; Bruno Lopes e Tocantins (Wagner Libano). Técnico: Paulo Foiani.
Gols: Rodolfo (1-1º e 47-2º), Lucas Tocantins (9-1º)
Cartões amarelos: Oberdan, Fernando Junior (C); Fernando Neto, Andrey, Jean Lucas, Eder Sciola (P).
Árbitro: Lucas Paulo Torezin
Público: 2.332 pagantes (2.885 total)
Renda: R$ 55.385,00
Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR), sábado (09 de março) às 16 horas

 

Related Posts

Facebook Comments