Abaixo do esperado

Abaixo do esperado

O Athletico Paranaense perdeu por 2 a 1 para o Fortaleza, nessa quarta-feira (dia 1º) à noite, na Arena Castelão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 5º lugar, com 3 pontos e saldo de 2 gols. A equipe cearense está na 14ª posição, com 3 pontos e saldo negativo de 3 gols. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O próximo jogo do Furacão será domingo, em Chapecó, contra a Chapecoense, pela 3ª rodada do Brasileirão.

Em relação ao desempenho, o Athletico ‘dormiu’ em vários momentos do jogo. Alguns jogadores, como Tomás Andrade, Rony, Thiago Heleno e Jonathan, abusaram dos erros. Clique aqui para ver as notas para os jogadores. No geral, não foi uma atuação ruim, mas o time demonstrou lentidão nas trocas de passes na maior parte do tempo e, com isso, teve dificuldades para encontrar brechas na marcação adversária. O Fortaleza mostrou muita organização tática e certa irregularidade na parte técnica, mas soube aproveitar as chances que teve. A partida acabou decidida em uma jogada de veteranos aos 30 do 2º, quando o ponta Osvaldo (32 anos, ex-São Paulo) driblou Jonathan (33 anos) e cruzou para Wellington Paulista (35 anos, ex-Coritiba e Paraná Clube) finalizar.

ARTILHEIRO
O único gol do Athletico na partida foi do zagueiro Léo Pereira, que soma agora sete gols em 68 jogos pela equipe principal do clube.

TÉCNICO
O técnico Tiago Nunes soma agora 24 vitórias, 9 empates e 10 derrotas no comando do time principal do Athletico.

ESCALAÇÃO
O Athletico não tinha o volante Camacho, o volante/meia Lucho González, o lateral-direito Madson e o meia Bruno Nazário, todos em recuperação. Tiago Nunes começou no esquema tático 4-2-3-1, com Wellington e Bruno Guimarães como volantes. A linha de três tinha Nikão (esquerda), Rony (direita), e Tomás Andrade (centro).

Os desfalques no Fortaleza eram Tião, Matheus Inácio, Diego Tavares e Ederson. O time usou o 4-2-3-1.

PRIMEIRO TEMPO
O placar de 1 a 1 do primeiro tempo foi justo pelo que os times jogaram – e também pelo que deixaram de jogar. O Fortaleza fez um gol já no primeiro minuto, em cruzamento de Marcinho finalizado por Edinho. Depois disso, recuou e pouco incomodou. O Athletico não conseguiu repetir as trocas rápidas de passes de partidas anteriores e ficou rodando a bola lentamente. Com isso, quase não teve chances. O empate veio aos 21 minutos, em jogada de bola parada. Nikão cobrou escanteio e Léo Pereira, de cabeça, fez 1 a 1. O Fortaleza também teve dificuldades para criar e só levou algum perigo em contra-ataques esporádicos.

SEGUNDO TEMPO
O começo do segundo tempo foi de jogo truncado, com muita marcação no meio-campo. Aos 15, saiu o meia Tomás Andrade e entrou o ponta Marcelo Cirino. Com isso, Nikão passou a jogar como meia centralizado. O jogo segui equilibrado e com poucos ataques dos dois lados. Aos 30, Osvaldo passou fácil por Jonathan e tocou para Wellington Paulista marcar 2 a 1.

ESTATÍSTICAS
Em 90 minutos, o Athletico somou 10 finalizações (5 certas), 63% de posse de bola, 90% de eficiência nos passes e 6 escanteios. O Fortaleza arrematou 18 vezes (5 certas) e teve 37% de posse de bola, 81% de eficiência nos passes e 2 escanteios. Os dados são do WhoScored.

FORTALEZA 2 x 1 ATHLETICO
Fortaleza: Felipe Alves; Araruna, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Gabriel Dias e Paulo Roberto; Edinho, Marcinho (Marlon) e Junior Santos (Osvaldo); Kieza (Wellington Paulista). Técnico: Rogério Ceni
Athletico: Santos; Jonathan (Braian Romero), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington; Bruno Guimarães, Tomás Andrade (Marcelo Cirino), Nikão e Rony; Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes
Gols: Edinho (1-1º), Léo Pereira (21-1º) e Wellington Paulista (30-2º) 
Cartões amarelos: Rony, Jonathan, Thiago Heleno (A). Edinho, Araruna (F)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Público: 20.140 pagantes
Local: Arena Castelão, em Fortaleza

Related Posts

Facebook Comments