O Coritiba esteve a um passo de garantir, pela primeira vez, uma sequência de três vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro na noite deste sábado (13 de outubro). Jogando no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), o time paranaense saiu atrás no placar (golaço de Felipe Amorim aos 46 minutos), mas conseguiu virar a partida já na etapa final, com Guilherme e Guilherme Parede (e os mandantes ainda perderam um pênalti quando o jogo estava 1 a 1). A vitória parecia encaminhada, mas já na reta final da partida, aos 38 minutos, o Figueira conseguiu o empate com Elton conferindo no rebote após finalização de João Paulo.

Com o placar, o Coxa perde a chance de ficar mais vivo do que nunca na luta pelo acesso. Estacionado na oitava colocação com 44 pontos, o time do Alto da Glória fica seis pontos atrás do CSA, quarto colocado e próximo adversário do time de Argel Fucks – o jogo será na próxima terça-feira, às 19h15, no Couto Pereira.

Já o Figueirense chega aos 41 pontos e praticamente dá adeus ao sonho de brigar pelo acesso, aparecendo na 11ª colocação. O técnico Rogério Micale, ex-Paraná, ainda não venceu no comando da equipe, que agora soma sete partidas consecutivas sem vencer. Na próxima sexta-feira, às 21h30, o desafio será contra a Ponte Preta, em Campinas (SP).

ESCALAÇÃO

Após repetir a escalação nos dois últimos jogos (contra Avaí e Juventude) e sair de campo vitorioso, o técnico Argel Fucks foi forçado a mudar o time coxa-branca por conta do atacante Alecsandro, que sentiu dores durante a semana e foi poupado. Guilherme assumiu a função de ficar como referência no ataque, com Chiquinho (esquerda) e Guilherme Parede (direita) jogando pelas pontas, com Jean Carlos centralizado.

PRIMEIRO TEMPO

Partido começou com o Figueira melhor, aproveitando os erros de passe do adversário. Com o forte vento em Florianópolis, os jogadores do time da casa apostaram nos chutes de média e longa distância para levar perigo contra a meta defendida por Wilson. As melhores chances de gol, contudo, vieram logo nos primeiros minutos, com Elton. Na melhor delas, aos sete minutos, a bola chegou a beijar a trave.

Passada a pressão inicial, os visitantes conseguiram equilibrar o jogo e também criaram algumas oportunidades. Na melhor delas, aos 44 minutos, a cobrança de falta de Jean Carlos parou no travessão de Dênis. Mas dois minutos depois, em um lindo lance individual de Felipe Amorim, a equipe catarinense abriu o placar. 

SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo, Argel Fucks tratou de aumentar a força aérea e a presença na área do adversário com a entrada de Bruno Moraes no lugar de Jean Carlos. E se tomou o gol no último lance do 2º tempo, a equipe também conseguiu o empate com menos de um minuto da etapa complementar: cruzamento milimetricamente calculado de Abner para Guilherme mandar uma bomba e estufar a rede.

Com o baque logo no início da etapa final, o Figueirense despencou em termos de desempenho e o Coxa passou a mandar na partida. Quando os visitantes eram melhor, contudo, o goleiro Wilson falhou e acabou concedendo pênalti ao cometer falta em Elton. Por sorte, João Paulo acertou a trave na cobrança.

A falha no penal deu ainda mais ânimo ao time paranaense, que se lançou ao ataque e conseguiu a virada aos 32 minutos, com Guilherme Parede conferindo no rebote após finalização de Bruno Moraes. A vitória parecia encaminhada. Mas só parecia. Porque aos 38, após chute de João Paulo, o atacante Elton, de tanto insistir, conseguiu empatar a partida.

 

FICHA TÉCNICA

Figueirense 2 x 2 Coritiba

Figueirense: Denis; Diego Renan, Cleberson (Nogueira), Henrique Trevisan e João Paulo; Zé Antônio, Matheus Sales (André Santos), Daniel Costa, Felipe Amorim e Juninho (Maikon Leite); Elton. Técnico: Rogério Micale
Coritiba: Wilson; Leandro Silva, Alan Costa, Rafael Lima e Abner; Simião (Uillian Corrêa), Vitor Carvalho, Guilherme Parede, Jean Carlos (Bruno Moraes) e Chiquinho (Yan Sasse); Guilherme. Técnico: Argel Fucks
Gols: Felipe Amorim (46-1º), Guilherme (1-2º), Guilherme Parede (32-2º) e Elton (38-2º)
Cartões amarelos: Jean Carlos, Chiquinho, Rafael Lima (C); Nogueira (F) 
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Público: 1.795 pagantes (1.880 total)
Renda: R$ 49.430,00

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), sábado (13/10) às 19 horas

Related Posts

Facebook Comments