Campo Mourão aposta no equilíbrio do NBB

O NBB CAIXA nunca esteve tão equilibrado. Em sua nona edição, o maior campeonato de basquete do país apresenta a tabela de classificação mais parelha da história. Passado o ano de 2016, dez equipes somam aproveitamentos iguais ou superiores a 50% – algo jamais visto na competição nacional.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.

Com dez vitórias em 11 jogos (90,9% de aproveitamento), o Flamengo encabeça a lista das equipes com campanha positiva. Logo atrás dos atuais tetracampeões aparece o UniCEUB/BRBCARD/Brasília, com 72,7%, e Mogi das Cruzes/Helbor, com 62,5%, na segunda e terceira posições, respectivamente.

+ Clique aqui e confira a tabela de classificação do NBB CAIXA 2016/2017

Na quarta colocação está o Universo/Vitória, com seis vitórias em dez jogos e 60,0% de aproveitamento. Com 58,3% (sete vitórias em 12 jogos), o EC Pinheiros aparece no quinto lugar.

Com campanhas idênticas, quatro times dividem a sexta colocação. Dono da melhor campanha de um time vindo da Liga Ouro na história do NBB CAIXA, o Campo Mourão Basquete divide a posição com três integrantes antigos da competição, Paulistano/Corpore, Franca Basquete/Magazine Luiza e Gocil/Bauru Basket, todos com seis vitórias e cinco derrotas (54,6% de aproveitamento).

Cauê Verzola, do Campo Mourão, e Renan Lenz, do Pinheiros
Novato no NBB CAIXA, Campo Mourão tem a melhor campanha da história para um time vindo da Liga Ouro (Alex Tavares/LNB)
Fechando o grupo dos times com 50,0% de aproveitamento ou mais aparece mais um estreante do NBB CAIXA. Com cinco vitórias e cinco derrotas, o Vasco da Gama é o décimo colocado na temporada.

Mais do que os dez times com campanha positiva, o equilíbrio do NBB CAIXA 2016/2017 pode ser facilmente explicado com diversos resultados, como a expressiva vitória do Solar Cearense que quebrou a invencibilidade do até então invicto Flamengo, mesmo atuando no Rio de Janeiro.

Estreante na elite, o Campo Mourão também conquistou triunfos marcantes, contra Brasília e Pinheiros, ambos fora de casa. Já o Minas, dono da 12ª colocação, conquistou um grande resultado positivo sobre o Bauru, em pleno Ginásio Panela de Pressão.

O equilíbrio enorme desta fase de classificação do NBB CAIXA se prova pela alternância de resultados de grande parte dos times. Apenas quatro times tiveram uma sequência positiva de pelo menos quatro jogos: Flamengo (oito vitórias), Vitória e Brasília (cinco vitórias) e Bauru (quatro vitórias).

Se poucos times conseguiram manter uma boa sequência de vitórias, os que tiveram um retrospecto negativo consecutivo foi ainda menor. Apenas Banrisul/Caxias do Sul, LSB/Uniso e Macaé Basquete passaram mais de três partidas sem uma vitória.

A fase de classificação do NBB CAIXA 16/17 se aproxima da metade. Com exceção do Mogi, que teve partidas adiadas por conta da Liga Sul-Americana, todos os outros times fizeram ao menos dez dos 28 jogos que terão até o fim da fase.

Assim como na temporada passada, os playoffs irão contar com 12 times, sendo que os quatro primeiros da fase de classificação estarão automaticamente nas quartas de final. Os outros oito times disputarão a parte decisiva da competição a partir das oitavas de final, em série melhor de cinco jogos.

Marquinhos, do Flamengo, e André Góes, do Vitória
Presentes no G-4 da competição, Flamengo e Vitória, assim como Brasília e Bauru, tiveram uma sequência positiva de pelo menos quatro partidas (Staff Images/Flamengo)

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *