O Paraná Clube conseguiu evitar um “prejuízo” financeiro com a saída do atacante Robson para o São Paulo. O jogador tinha contrato com o clube paranaense até o final de 2016. Em janeiro, poderia acertar com a equipe paulista e o Paraná não receberia nada.

Agora, a diretoria conseguiu um formato que garante algum ganho ao clube. Robson renovou contrato com o Paraná até o final de 2017. Ele será imediatamente emprestado ao São Paulo, que precisa de um atacante com urgência. O empréstimo vai até maio de 2017 e será pago. Ou seja, o time paranaense receberá uma quantia (o valor não foi divulgado). O clube paulista passa a ter a preferência de compra, por um valor estipulado previamente em contrato. E o Paraná fica com 20% dos direitos econômicos.

Robson já não enfrentará o Londrina no sábado, na Vila Capanema, pela Série B. O técnico Marcelo Martelotte vem armando o time no esquema tático 4-2-3-1. Robson atuou pelo lado esquerdo da linha de três. Para essa função, as opções são Guilherme Queiroz, Valber e Henrique.

Related Posts

Facebook Comments