O voleibol paranaense dorme em festa nesta sexta-feira (18.03) e a cidade de Castro, na região dos Campos Gerais, é quem mais comemora. Com a torcida de quase 2 mil pessoas no ginásio José Pagnacco, a equipe do MV Selmer/Caramuru/Castro fez bonito e venceu o SESI (SP) por 3 sets a 0 (26/24, 25/20, 25/20) em 1h27, conquistando o título da Superliga B de Vôlei, competição realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) que dá acesso à elite do vôlei nacional.

Os campeões nacionais entraram em quadra já classificados para a próxima temporada da Superliga, já que o SESI, adversário na final, tem uma equipe representada na principal competição do voleibol brasileiro. Com o resultado desta noite, o time de Castro comemora pela primeira vez um título nacional, neste projeto vencedor do treinador Fábio Sampaio e do assistente Odilon Zimermann, com apoio da Prefeitura e da Secretaria de Esportes do município.

Desde o início da competição o treinador posicionou sua equipe como “franco-atiradores”, mas hoje exaltou a determinação e o foco do Caramuru. “Essa é a coroação que faltava para um trabalho bacana, com muita participação de toda a torcida no ginásio que fez a diferença em todos os momentos que precisamos. Agradeço a Deus, aos amigos e às nossas famílias todo o apoio que tivemos. Saímos de franco-atiradores para campeões da Superliga B. Deixamos para trás 13 equipes, entre elas o SESI, Cruzeiro, Botafogo, São Bernardo… e não foi fácil”, lembra Fábio. Castro terminou a competição com seis vitórias e apenas uma derrota, justamente para o SESI, ainda na primeira fase.

Sobre a preparação da equipe para a Superliga, logo no segundo semestre do ano, o treinador foi sucinto. “Vamos sentar e ver o que de concreto vamos fazer para a Liga A. Temos várias competições este ano e agora com essa “carga pesada” teremos mais responsabilidades. Mas nós nunca fugimos do trabalho e assim vai continuar. A torcida de Castro pode esperar porque nós vamos fazer de tudo para participar bem da Superliga”, afirma.

Responsável por dar uma cara nova ao time no jogo desta noite, o levantador Gustavo, que entrou no lugar do titular Edgar, desabafou depois que ganhou o título mais importante de sua carreira. “Eu já havia ganhado um brasileiro de seleções juvenil, mas nem se compara a essa sensação. É uma alegria imensa porque o grupo é maravilhoso, a comissão técnica é ótima e todos nós trabalhamos muito forte para chegar até aqui. Muita gente duvidou do nosso trabalho, da nossa capacidade, mas mostramos que temos qualidade e agora somos campeões”, disse Gustavo. O forte da equipe de Castro, como sempre foi destacado pela comissão técnica, é o grupo fechado. E hoje não foi diferente. “Nosso grupo é um só, todos por um. Um depende do outro para jogar bem e hoje foi exatamente assim que aconteceu”, disse Odilon Zimermann após o jogo, no calor da comemoração.

O jogo
a_castro_campeao_superliga_b_lance

No primeiro set, o mais disputado da partida, as duas equipes alternaram algumas vezes no placar, mas Castro seguiu no domínio quase o set inteiro, buscando o resultado toda hora que precisou. No final da etapa os ataques na saída da equipe paulista chegaram a assustar os donos da casa, mas rapidamente a equipe encaixou a defesa e qualificou o saque, surpreendendo os paulistas e fechando o primeiro set em 26/24.

No segundo set o bloqueio de Castro e o saque poderoso dos paranaenses fizeram a diferença. Sem muita dificuldade e com uma defesa bastante consistente, o time da casa fechou a etapa em 25/20. No terceiro set os erros de saque dos paulistas custaram caro. Logo no começo da etapa, Castro abriu uma diferença considerável, e assim foi até o fim, quando, sozinho na rede, Diego Dutra apenas colocou a bola na quadra adversária. Assim, os castrenses fecharam o jogo em 3 sets a 0, com o placar de 25/20 no terceiro set.

Após o jogo, a comissão técnica dos dois times e os atletas confraternizaram ainda dentro da quadra, quando receberam o belo troféu oferecido pela CBV. A equipe de Castro, agora, volta suas atenções para a disputa da Superliga e dos campeonatos estaduais adulto e da juventude, realizados pela Federação Paranaense de Voleibol (FPV) ao longo da temporada de 2016.

A FPV parabeniza o time de Castro e, orgulhosa do trabalho apresentado pela comissão técnica, dirigentes e atletas, também comemora esta ousada conquista. Quem sai fortalecido desta final é todo o voleibol do Paraná, que agora conta com mais um importante troféu nacional na galeria do esporte paranaense.

Related Posts

Facebook Comments