O Coritiba está fora da Copa do Brasil. O empate em 2 a 2 no Couto Pereira nessa quinta-feira (dia 19) à noite, na partida de volta da segunda fase, deu a vaga ao Juventude. No jogo de ida da segunda fase, em Caxias do Sul (RS), o time gaúcho venceu por 1 a 0. A torcida protestou no Couto e vaiou o Coxa desde o primeiro gol do Juventude.

Vice-campeão gaúcho de 2016 e integrante da Série C do Campeonato Brasileiro, o Juventude pegará na terceira fase o vencedor do confronto entre Operário e Paysandu. O time de Ponta Grossa venceu o jogo de ida por 1 a 0. A partida de volta será em Belém (PA), em 6 de julho.

Ao ser eliminado da competição nacional, o Coritiba tem chances de entrar na Copa Sul-Americana 2016. A definição das vagas brasileiras só ocorre após o encerramento da terceira fase da Copa do Brasil.

Com o resultado dessa quarta-feira, o Coxa ampliou um jejum contra o Juventude. A última vitória contra esse adversário ocorreu no Brasileirão de 2003.

O atacante Kleber marcou um gol na partida e segue como artilheiro do Coritiba em 2016. Ele soma agora 15 gols em 15 jogos.

O Coritiba não tinha Luccas Claro, poupado, e Evandro, na seleção sub-20, além de cinco em recuperação: Juan, Dudu, Amaral, Cáceres e Ceará. O técnico Gilson Kleina manteve a escalação da última partida – vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro.

O time da casa dominou a partida. Levou perigo nas arrancadas de Dodô pela direita e com os passes inteligentes de Cesar González. O resto do time, porém, foi muito irregular, principalmente abusando de erros de passes. O Juventude não fez uma pressão alta na marcação e, mesmo assim, a defesa do Coxa errou muitos passes atrás. O time gaúcho mostrou uma equipe organizada e perigosa nos chutes de longa distância.

O Coritiba fez 1 a 0 em um lance polêmico. González dividiu com o goleiro e caiu na área. O árbitro marcou pênalti. Pelo replay da TV, a impressão é que o venezuelano se jogou. Kleber cobrou e fez 1 a 0. O time gaúcho levou perigo em chutes de longe.

No primeiro tempo, o Coxa teve 51% de posse de bola, 6 finalizações (2 certas), 87% de precisão nos passes e 2 escanteios. O Juventude somou 5 finalizações (2 certas), 84% nos passes e 1 escanteio.

No início do segundo tempo, aos 10 minutos, o atacante Vinícius saiu lesionado. Entrou o atacante Leandro. O Coritiba seguiu dominando a partida na segunda etapa e errou menos passes. As melhores chances pararam nas mãos do goleiro Douglas Silva.

Aos 24, saiu o meia Ruy e entrou o meia-atacante Negueba. O Coxa seguiu pressionando, mas levou o gol de empate em um contra-ataque. Aos 30, Vidal avançou pela direita e cruzou rasteiro. Roberson chutou no cantinho e fez 1 a 1.

A partir daí, o Coritiba precisaria vencer por 3 a 1. O Juventude poderia perder por 2 a 1 que ficaria com a vaga.

Aos 31, saiu o meia González e entrou o atacante Ortega. O Coxa ampliou a pressão e fez 2 a 1 aos 45 minutos. Ortega deu de calcanhar para Alan Santos, na meia-lua. Ele chutou no cantinho e fez um golaço. Aos 49, em falha grotesca na defesa, o Juventude fez 2 a 2, com Sananduva.

No total dos 90 minutos, o Coritiba teve 50% de posse de bola, 17 finalizações (7 certas), 87% de precisão de passes e 8 escanteios. O Juventude somou 9 finalizações (5 certas), 85% de precisão nos passes e 4 escanteios.

CORITIBA 2 x 2 JUVENTUDE
Coritiba: Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Ruy (Negueba), César Gonzalez (Ortega) e Vinícius (Leandro); Kleber. Técnico: Gilson Kleina
Juventude: Douglas Silva; Vidal, Willian Klaus, Heverton e Pará; Wanderson, Lucas, Bruno Ribeiro (Itaqui), Wallacer (Neguette) e Felipe Lima (Sananduva); Roberson. Técnico: Antonio Carlos Zago
Gols: Kleber (9-1º), Roberson (30-2º), Alan Santos (45-2º) e Sananduva (49-2º)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Cartões amarelos: Roberson, Heverton (J). Alan Santos, Rafael Marques (C).
Público: 6.028 pagantes (6.426 total)
Renda: R$143.630,00
Local: Couto Pereira

Related Posts

Facebook Comments