A menos de 60 dias da estreia do Londrina na Série B do Campeonato Brasileiro, oEstádio do Café está longe de ter os seus problemas resolvidos e nem mesmo a Fundação de Esportes (FEL) se arrisca a garantir que o local estará liberado até o mês de maio. O último jogo realizado no Café foi no dia 8 de novembro do ano passado, quando o Londrina venceu o Vila Nova por 1 a 0 na primeira partida da final da Série C.
Hoje, o maior estádio do interior do Paraná está com três dos quatro laudos exigidos pelos órgãos de segurança vencidos. Os documentos de segurança e engenharia venceram em 31 de dezembro e o de prevenção e combate a incêndio expirou em 15 de novembro. Somente o laudo das condições sanitárias e higiene tem validade até dezembro de 2016.
“É difícil responder se o estádio estará liberado. Nós acreditamos que sim, mas temos algumas dificuldades na parte estrutural“, revelou o presidente da FEL, Vilmar Caus, o Mazinho.
De acordo com a tabela básica divulgada pela CBF, o LEC estreia no dia 13 ou 14 de maio, quando recebe o CRB-AL. A estreia longe de casa não seria uma novidade neste ano. No estadual, a equipe jogou as primeiras partidas no Estádio dos Pássaros, em Arapongas, e voltou a atuar no Vitorino Gonçalves Dias (VGD) após a liberação do local.
Representantes da CBF realizaram uma vistoria há algumas semanas no Café e apontaram algumas modificações, porém a renovação dos laudos depende de mais uma visita da Polícia Militar (PM). “A nossa maior dificuldade é realizar o recape do anel superior, que está se deteriorando”, afirmou Mazinho.
Para agravar a situação, o VGD está liberado apenas até o dia 31 de março, quando expira o laudo provisório emitido pela PM. “Já tivemos algumas conversas prévias para prorrogar a validade do laudo e acredito que vamos ter sucesso neste pedido”, informou o presidente do LEC, Felipe Prochet.

 

Fonte: Folhadelondrina

Related Posts

Facebook Comments