Paranaense2020: União altera esquema para jogo com o Londrina

Paranaense2020: União altera esquema para jogo com o Londrina

O novo técnico do União, Agenor Piccinin, está trabalhando dois esquemas táticos para enfrentar o Londrina, amanhã, às 16h, no Estádio Anilado, pela 7ª rodada do Campeonato Paranaense. Com Marcelo Régis recuperado de lesão, o time pode voltar a ter um atacante de referência, como na estreia, contra o Athletico-PR. A outra opção, adotada durante a ausência do jogador, tem Jabá e Luan jogando pelos lados do campo.

A semana sem jogo serviu para Agenor conhecer o elenco e começar a implantar sua filosofia de trabalho, mexendo com a motivação dos atletas. “Nós tivemos a oportunidade de avaliar tanto físico quanto a parte técnica e também o comportamento de grupo de cada um, que no momento é fundamental. Então, já temos um perfil do que temos e podemos fazer. Como solução, a gente vem conversando no individual e coletivo. Sabemos que não é num toque de caixa que vai resolver, mas trabalhar organizado, com o planejamento correto, vai acabar encaixando”, analisou o treinador.


Antes do treino de ontem, no Anilado, Agenor preferiu não adiantar qual será o time titular. “A gente teve esta semana pra fazer um treinamento tático, pra ter essas conversas, pra que possamos chegar no domingo e ter essa consciência, essa tranquilidade e confiança pra ir a campo e jogar. Nada de anormal (na escalação). Estamos trabalhando em cima de duas formações, mas deixamos isso pro jogo.”

Times possíveis
O União ainda tem dois jogadores importantes no departamento médico: o lateral Júlio Lopes e o zagueiro Samuel, ambos titulares até se machucarem. Na lateral esquerda, Sato vem jogando improvisado e, na defesa, Vitão, Sendeski e Casimiro dividiram a função na partida contra o Coritiba, mas apenas dois deles devem ser titulares amanhã. Cleiton segue na lateral direita e o goleiro é Marcos Paulo.


Se Agenor optar por iniciar com Marcelo Régis, o meio-campo pode ser composto por Léo Bartholo, Rafael e Sorbara, com Luan e Jabá aparecendo no ataque mais abertos. Caso a decisão seja por manter uma formação mais parecida com a que vinha sendo utilizada, o técnico pode deixar Régis para o segundo tempo e começar com mais um meia; Hugo foi o mais acionado até agora.

Marcelo Régis quer jogar
Desde o jogo de estreia, dia 18 de janeiro, Marcelo Régis aguarda o momento de voltar ao gramado. “Depois de 20 e poucos dias, fiquei só tratando tratando, fortalecendo o posterior da coxa, fiquei sem treinar e, esta semana, com a chegada do professor Piccinin, iniciei os trabalhos no campo, visando a esse jogo. É um campeonato muito curto, falta um mês, cinco jogos, não tem nem tempo de fazer uma recuperação um pouco mais demorada”, comentou o atacante.


Mesmo com esse tempo fora e poucos dias de treino, Marcelo quer voltar logo a ajudar a equipe. “Todo mundo já me conhece, sabe desse meu espírito e, com certeza, domingo, seja dez minutos, seja 90 minutos, a gente vai se doar ao máximo pra conseguir essa vitória.”


O União está em busca da classificação para as quartas de final do Paranaense. Hoje, é o 9º colocado, com 5 pontos; o Londrina é o 6º, com 10.

Related Posts

Facebook Comments