Que surra

Com um primeiro tempo avassalador do Grêmio, o Atlético foi dominado e goleado por 4 a 0, quarta-feira (28), pelas quartas de final da Copa do Brasil, na Arena gremista. A goleada complica a situação do Rubro-Negro, que terá de vencer por cinco de gols de diferença no tempo normal para seguir no torneio . A volta será apenas no dia 27 de julho, na Arena da Baixada.

O primeiro gol gremista saiu aos 22 minutos do primeiro tempo, na pancada de fora da área do atacante Lucas Barrios. Mas dois minutos antes, o Furacão teve um tiro livre indireto para cobrar dentro da área, após o recuo de bola do zagueiro Geromel para o goleiro Marcelo Grohe. Só que na cobrança, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza (SP) não respeitou a distância mínima e o chute de Nikão explodiu na marcação.

Mas após abrir o marcador, o time de Renato Gaúcho engoliu os comandados de Eduardo Baptista. Aos 29 minutos da etapa inicial, Barrios ampliou depois do chute cruzado de Pedro Rocha. Dois minutos mais tarde, aos 32, o zagueiro Kannemann fez o terceiro de cabeça após escanteio.

Já no intervalo os jogadores atleticanos demonstravam o abatimento e apenas Jonathan quis dar explicações. “Sentimos o primeiro gol do Grêmio e o placar é muito difícil de ser revertido. Nós que jogamos futebol sabemos disso, mas vamos honrar a camisa do Atlético”, explicou o lateral.

O Atlético voltou melhor na segunda etapa, mas Nikão perdeu a cabeça e foi expulso aos 18 minutos. O meia já havia sido amarelado no primeiro tempo, e seguia fazendo faltas até acabar com a paciência do árbitro. Depois, o Grêmio poderia ter ampliado, mas a trave salvou o Rubro-Negro no chute do meia Ramiro. Já aos 41 minutos, Carlos Alberto perdeu a bola e no contra-ataque, Everton fechou a conta gremista.

“Nós erramos nos três primeiros gols. A culpa foi toda nossa. Mas não é impossível reverter. Foi doído, só que não acabou o mundo. Agora é levantar a cabeça, temos o Brasileiro, a Libertadores e o jogo de volta contra eles [Grêmio]”, analisou o atacante Pablo, após o apito final.

No domingo (2), o Furacão enfrenta o Sport, às 16h, na Ilha do Retiro, pela 11.ª rodada do Nacional. O time titular deve ser poupado já que, na próxima quarta-feira (5), o Atlético tem o duelo contra o Santos, pelas oitavas da Libertadores, às 19h15, na Vila Capanema.

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *