O Atlético saiu na frente, mas caiu de rendimento no segundo tempo e apenas empatou com o Vitória em 1 a 1, neste domingo (17), na Arena da Baixada, em duelo da 15ª rodada do Brasileirão. O Rubro-Negro perdeu a oportunidade de se igualar ao Santos, que fecha o G4 da Série A.

Depois de iniciar bem o jogo e dominar as ações ofensivas, o Furacão abriu o placar com Pablo, aos 44 minutos do primeiro tempo, no centésimo gol atleticano na nova Arena. Mas na etapa final, o Vitória ganhou o meio de campo, pressionou o time da casa e empatou com Diego Renan. Ele converteu pênalti cometido pelo goleiro Weverton.

O empate em casa frustrou as pretensões atleticanas de encostar no G4. O Atlético ocupa a quinta posição, com 24 pontos, dois a menos que o Santos, que fecha o pelotão da frente. Na próxima rodada, no domingo (24), às 16h, o Furacão recebe o Fluminense, outra vez na Arena. No mesmo dia, o Vitória recebe o Santos no Barradão.

O jogo

A partida começou com o Atlético tomando maior iniciativa do jogo e pressionando o Vitória. Foram três boas finalizações do Furacão, com André Lima, aos 24, numa cobrança de falta de Nikão, aos 28, e num chute forte de fora da área de Hernani, aos 42. O gol saiu apenas no finalzinho, aos 44 minutos, com Pablo disputando a bola com o goleiro e tocando na saída de Caique, após péssimo recuo de bola de Diego Renan para o goleiro do Vitória.

Do lado do rubro-negro baiano, Dagoberto tentou algumas finalizações, mas recebeu “marcação” especial da torcida atleticana, que abusou nas vaias toda vez que o atacante pegava na bola.

Em desvantagem no marcador, o Vitória procurou pressionar mais o Atlético no segundo tempo e chegou ao empate aos 25: no lançamento para Kieza na área, ele recebeu a falta do goleiro Weverton, pênalti que Diego Renan cobrou firme e empatou o jogo. O time baiano quase conseguiu a virada, num chute forte de Serginho, aos 30, em que a bola acertou o travessão.

Related Posts

Facebook Comments