Sol Sales mira artilharia no Marreco

Em julho de 2015, quando jogava no Umuarama, Sol e Mar Stroesner Sales de Jesus teve uma reportagem especial no site do Globo Esporte, que chamou a atenção de todas as equipes que disputam a Liga Nacional de Futsal (LNF). A matéria falava justamente sobre o seu nome inusitado, a homenagem que seu pai fez a um amigo, separando Solemar em três sílabas. Embora tenha ficado mais famoso por causa da reportagem, o jogador quer agora aparecer mais com seus gols do que com seu nome.

Desde o ano passado, em sua última temporada no Umuarama, ele já mudou o “nome de guerra” de Sol e Mar para Sol Sales. “Soa melhor, não fica tão estranho para os torcedores e para a imprensa. Eu quero agora aparecer com minha atuação dentro de quadra”, comenta o atleta, que foi uma das principais contratações do Cresol/Marreco para a temporada 2017.
No ano passado, Sol Sales foi o artilheiro da Série Ouro do Paranaense com 26 gols marcados. Mas agora isso se transformou em pressão da torcida para que possa balançar as redes. “Por não estar saindo os gols, a cobrança é muito grande. Eu mesmo me cobro muito. Mas o importante é jogar bem e ajudar a equipe. As coisas vão acontecendo naturalmente. Se não com gols, mas com passe ou na marcação. O importante é ajudar a equipe dentro de quadra, de alguma forma.”

Entrosamento
Para Sol Sales, a equipe do Cresol/Marreco ainda está se entrosando dentro de quadra. “Cada dia estou me adaptando mais, conseguindo entrar no esquema de jogo do professor e melhorando na parte tática. Estamos nos entrosando bem. O professor Fabinho está buscando as melhores formações para a equipe. A tendência é melhorar cada vez mais dentro de quadra.”

Objetivos
Para o jogador, a equipe beltronense pode hoje jogar igualmente contra qualquer adversário do Brasil. “O objetivo é chegar na final do Paranaense e, quem sabe, conquistar o título. E na Liga Nacional dá pra tentar chegar entre os oito ou entre os quatro, quem sabe até beliscar uma vaga na final. Nós temos um grupo muito bom de atletas e podemos brigar de igual para igual contra qualquer equipe do Brasil hoje.”

Seleção Brasileira
Por que não ver Sol Sales pela primeira vez com a camisa da Seleção Brasileira? “Todo atleta tem essa expectativa de um dia vestir a camisa da Seleção Brasileira. Comigo não é diferente. Tenho treinado bastante, tenho me dedicado muito. Quem sabe um dia eu possa ser lembrado pela comissão técnica da Seleção. Seria uma realização profissional. O Marreco pode me trazer essa visibilidade, pois é uma equipe que está crescendo, é uma boa vitrine.”, comenta.

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *