Na próxima semana os pilotos da Sprint Race buscarão a vitória com uma motivação extra nas corridas da quarta etapa, no dia 19 de junho, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Após as corridas, com grid e na pista em sentido inverso, serão conhecidos os vencedores do Winter Cup.
O minicampeonato que é disputado dentro da temporada 2016 e repete o sucesso das edições anteriores na Sprint Race, compreende as etapas 2, 3 e 4, configurando seis corridas. Seu principal atrativo é a premiação: serão 20 mil reais para serem usados como crédito no ano seguinte.

Wanderlei Berlanda Jr e Eduardo Berlanda SR#17 dividem pela primeira vez um carro de competição. Os irmãos catarinenses contam com um ponto positivo nestas três etapas iniciais do campeonato para estarem na liderança, tanto na Winter Cup como no campeonato pela categoria PRO. Os dois pilotos conseguiram um nível semelhante de tocada e também de tempo na pista.

“Esse diferencial tem deixado mais fácil o acerto do carro, e consequentemente tendo um resultado melhor. Para nós é uma surpresa termos conseguido estes resultados nas três etapas, isso devido ao alto nível dos pilotos, tão como, o peso extra que tivemos que carregar a partir de São Paulo”Acreditamos que o campeonato vai ficar mais competitivo a cada etapa. Teremos uma variação maior de pistas, principalmente Curitiba Reverso, e na sequência várias pistas diferentes, o qual dará um grande equilíbrio à categoria. Continuaremos nosso trabalho, aproveitando para sempre aprender algo com cada um de nossos concorrentes”, destacou Eduardo que faz sua temporada estreia na Sprint Race.

“Já estamos fazendo os cálculos das possibilidades, já que a Winter Cup é disputada também com os pilotos da GP. Como não temos ainda o certo do que iremos correr em 2017, é importante tentar garantir este prêmio”, enfatizou Berlanda Junior.

O estreante Guido Cotta, representante do Espírito Santo, segue vice líder no minitorneio. “Vejo a Winter Cup como uma motivação a mais para sempre tentar melhorar o meu desempenho nesse início de ano. A premiação é muito boa e importante para quem está competindo com dificuldades de conseguir patrocinadores, então sem dúvidas seria excelente vencer esse campeonato a parte logo nas minhas primeiras corridas no automobilismo”, comentou.

“Espero poder conseguir aproveitar ao máximo cada fim de semana de corrida para adquirir maior aprendizado sobre o carro, consequentemente ser mais competitivo e manter a regularidade para somar pontos pensando no campeonato”, acrescentou Cotta que comanda o SR#23.

Sistema de Premiação:

A Sprint Race é, atualmente, uma das principais categorias de entrada do automobilismo de competição no Brasil. A categoria iniciou suas disputas em 2012, se posicionando exatamente entre os torneios regionais e os principais campeonatos nacionais. O alto equilíbrio dos carros fez das provas um sucesso no cenário nacional.

O sistema de premiação da Sprint Race nesta temporada permanece a mesma. Para a classificação dos pilotos dentro da mesma corrida, na PRO, por exemplo, existe o confronto entre os pilotos com até 28 anos e, acima desta idade, estão os inscritos na Sprint Race GP.

O formato adotado prevê três minitorneios além do campeonato principal: Winter Cup (Etapas 2ª, 3ª e 4ª), Final Cup (Etapas 5ª, 6ª e 7ª) e Rookie of the year (pilotos iniciantes). Além de um troféu diferenciado, as disputas rendem, respectivamente, 20 e 30 mil reais em investimentos para o próximo ano ao campeão. Já no Rookie of the year, concorre pilotos estreantes, tendo participado em até três etapas nos anos anteriores da categoria, e prêmio de R$25.000,00 a ser usado de crédito em 2017.

O vencedor geral, – após oito etapas com duas corridas cada, em um total de 16 -, recebe um bônus de 50 mil reais. Se o vencedor se repetir, este receberá o troféu e será considerado o vencedor, porém o prêmio irá para o segundo colocado dos respectivos torneios.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Vaz, Fremax e Rio Custom.

Classificação do Winter Cup (Etapas 2 e 3):

1) 17 Wanderlei Berlanda Jr/ Edu Berlanda, 100 pontos
2) 23 Guido Cotta, 52
3) 88 Beto Giorgi, 50
4) 4 Matheus Marini, 48
5) 77 Luca Milani, 40
6) 12 Claudio Buschmann, 38
7) 55 Caê Coelho, 30
8) 7 Vinicius Margiota, 28
9) 78 Marcus Peres/ Lucas Peres, 26
10) 87 Kau Machado/ Jorge Martelli, 20

Related Posts

Facebook Comments