Basquete: clubes buscam alternativa ao Brasileiro

Basquete: clubes buscam alternativa ao Brasileiro

Os clubes inscritos no Campeonato Brasileiro Adulto 2020 se reuniram nesta última quinta-feira, 4 de junho, de forma virtual, para debater sobre o momento do Brasil na pandemia da COVID-19 e próximos passos para o torneio. O Brasileirão estava marcado para começar em março, mas foi adiado após a explosão mundial do novo coronavírus. Todo o debate, bastante produtivo, levou em consideração orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

Durante pouco mais de uma hora, os representantes dos clubes conversaram entre si, com cada um expondo a situação atual da doença em sua localidade. Enquanto algumas cidades apresentam uma melhora nos protocolos de segurança contra o contágio e inclusive reabertura do comércio, outras ainda são epicentro do novo coronavírus, como São Paulo.

– Nossa intenção foi ouvir cada uma das equipes, suas realidades, dando oportunidade da fala para cada um. Sabemos que o Brasil é um país gigantesco, onde cada região vive uma realidade com a pandemia da COVID-19. Sabemos também das dificuldades que cada clube vive para honrar seus compromissos com patrocinadores, atletas e comissões técnicas. A partir dessa conversa, vamos avançar com uma reunião com as federações dos clubes inscritos, que será marcada, e depois vamos traçar datas, limites e projeções para o campeonato, pois, como não chegamos a começar o torneio, temos a possibilidade de alteração de formato de disputa, inclusive – explicou Alex Oliveira, coordenador técnico do Campeonato Brasileiro adulto 2020.

Levando em conta o contexto de cada um dos 14 times inscritos, a reunião definiu a impossibilidade do começo do torneio dentro do previsto anteriormente, ou seja, o mês de julho, pois seria impossível garantir a segurança dos atletas, comissões técnicas, árbitros, torcida e familiares de todos os envolvidos.

Assim, ficou definido um novo encontro será feito no dia 13 de julho, às 18h, também de maneira virtual, com os clubes envolvidos, onde serão apresentados novos passos para o torneio, possíveis protocolos e plano de ação para o Campeonato Brasileiro Adulto 2020.

— Eu achei a reunião muito produtiva, acho que a CBB como é de costume é de forma democrática com os clubes, ouviu a todo. Fizemos nossas ponderações, é grande o impasse no momento. Com o alívio das quarentenas e a volta dos eventos esportivos no país, vamos ter de conversar mais vezes com os clubes para tentar adequar um modelo de campeonato para o futuro, com segurança para todos os envolvidos – disse Eli Toscano, presidente da Federação Goiana de Basketball e diretor do Brasileirão.

Related Posts

Facebook Comments