Depois do empate em 1 a 1 no tempo normal, o Criciúma perdeu nos pênaltis para o Cianorte e se despede da Copa do Brasil. Foram seis cobranças para cada lado, e nas batidas alternadas, o goleiro João Gabriel levou a melhor para cima de Carlos Eduardo. O Tigre saiu atrás no placar, buscou a igualdade e tentou a virada principalmente na parte final da partida, mas não conseguiu avançar na competição nacional.

O Cianorte enfrenta o Internacional na terceira fase, em partida de ida no dia 28 de fevereiro em Porto Alegre, no Estádio Beira-Rio. A volta está marcada para dia 14 de março, e é o jogo no Paraná que decide a permanência de um dos dois clubes na Copa do Brasil.

A partida

O Criciúma pressionava para abrir vantagem logo no começo do jogo, mas quem levou a melhor foram os visitantes. No chute fraco de Rafael Carrilho aos 12 minutos, de fora da área, a bola enganou o goleiro Luiz, que falhou no lance. Depois do gol, o Leão do Vale mudou parte do esquema e para reforçar a marcação. O Criciúma continuou criando e no contra-ataque, Mailson recebeu assistência de Douglas Moreira. O atacante tocou colocado no cantinho aos 30 minutos, sem chances para João Gabriel.

Na volta do intervalo, o Criciúma demorou um pouco para retomar o ritmo. Só a vitória interessava ao Tigre para seguir na competição e evitar uma decisão por pênaltis, e por isso a necessidade de virar a partida. Aos 24 minutos, o Cianorte teve Rafael Carrilho expulso, e o Tigre mexeu imediatamente, colocando Alex Maranhão na partida. A pressão foi toda dos donos da casa até o final, mas a decisão terminou na bola parada.

Nas cinco cobranças regulares, Richarlyson iniciou as batidas e converteu para o Cianorte. Alex Maranhão também balançou a rede, e na sequência, Murilo perdeu. O atacante João Paulo desperdiçou para o Tigre, e em seguida Montoya, Luiz Fernando, Feliphe Gabriel, Mailson, André Luiz, Elvis e Arroyo converteram. Nas batidas alternadas, Carlos Eduardo desperdiçou, e o Cianorte ficou com a vaga.

FICHA

Gols: Rafael Carrilho, do Cianorte, aos 12 do primeiro tempo. Mailson, aos 30, do Criciúma.

Cartões: amarelos para Montoya, Sidnei, Gerônimo, Rafael Carrilho, Feliphe Gabriel, do Cianorte. Barreto, Mailson, Elvis, Douglas Moreira, do Criciúma. Vermelho para  Rafael Carrilho.

CRICIÚMA – 1 (4)

Luiz; Christian (Carlos Eduardo), Sandro, Nino e Eltinho (Luiz Fernando); Barreto (Alex Maranhão), Douglas Moreira, Wallacer e Elvis; Mailson e João Paulo. Técnico: Grizzo (interino).

CIANORTE – 1 (5)
João Gabriel; Gerônimo, Montoya, Feliphe Gabriel e Formiga (Arroyo); Sidnei, Rafael Carrilho e Rafael Xavier (Richarlyson); Maikinho, André Luís e Robert (Murilo). Técnico: Marcelo Caranhato.

Arbitragem: Diego Pombo Lopez (BA), auxiliado por Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA).
Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.
Público: 2.567
Renda: R$ 43.760

Related Posts

Facebook Comments