Apesar de o evento ter sido realizado a menos de duas semanas para o início da competição, a equipe já treinava desde o dia 2 de dezembro sob o comando do técnico português Luis Miguel.

“Nesse período zemos alguns ajustes no grupo, observamos jogadores e zemos contratações para ter um elenco mais forte possível. Fechamos com 25 atletas, mas apenas 22 estão sendo apresentados, um lateral-esquerdo, um zagueiro e um atacante estão chegando de viagem nesta semana. O elenco conta com jogadores do ano passado, com atletas jovens, da base, e apenas um ou outro com mais experiência para dar alguma estabilidade ao grupo”, diz o treinador de 47 anos.

Em seu primeiro trabalho no Estado, Luis Miguel vê o futebol paranaense como mais “forte” em relação aos do norte e nordeste do País, por onde trabalhou desde a chegada ao Brasil, em 2007. “O campeonato aqui é mais ‘pegado’, e tirando dois ou três times que deixam jogar, os outros têm uma marcação muito forte, e temos que nos adaptar a isso, mas sem mudar nosso estilo por causa disso. Não vamos deixar de reter a bola, não vamos deixar de propor o jogo para apenas marcarmos”, diz Luis Miguel, que tem como destaque campanhas no Pará, com a manutenção do Vila Rica na elite em 2009 e o acesso do Santa Rosa à primeira divisão após 15 anos, no mesmo ano; no Ceará, com o título da segunda divisão com o Tiradentes em 2015; e o acesso com o Pinheiro à elite do Maranhense em 2018 após 28 anos, além do vice-campeonato na Copa FPM com a mesma equipe, naquele mesmo ano. “Agora, aqui no Sul, vamos primeiramente tentar manter o time na primeira divisão, que é o que o presidente (Tony Almeida) pediu, mas sempre pensamos um pouco na frente, para tentar chegar entre os oito”. Amistosos Logo após a apresentação ocial, os jogadores do Cascavel CR foram a campo, ontem, para uma partida amistosa contra o time de Cambé. O resultado foi 1 a 0 para os donos da casa, com um gol anotado por Pedro no segundo tempo. O jogo, aliás, teve três períodos, sendo o terceiro utilizado pelo técnico Luis Miguel para observar os jovens da base, que marcaram mais sete gols no “cansado” Cambé. Antes, a Serpente Tricolor havia goleado o Esporte Clube Paranaense, de Assis Chateaubriand, por 7 a 0, nos únicos testes até aqui rumo ao Estadual, no qual estreará no dia 19 contra o Operário, em Ponta Grossa. Antes, irá a Toledo nesta quarta-feira (8) para o último teste de prétemporada, em amistoso contra o time toledano comandado pelo técnico Paulo Baier. Um objetivo por vez O Cascavel CR que inicia o ano de 2020 mais “tranquilo” passou por diversas mudanças de “rumo” durante a preparação para o Estadual que começará semana que vem, apesar da experiência vivida antes do último Campeonato Paranaense, quando, além de quase ter que deixar a competição, teve três treinadores antes da 1ª rodada (Marcelo Caranhato, Allan Aal e Lorival Santos). “Eu esperava que a temporada começasse melhor, porque quando acabou o último campeonato, eu disse que para este ano nos organizaríamos melhor, pois teríamos mais tempo, mas teve a indenição da TV e tivemos que mudar a estratégia, os planos, e agora, com o novo acerto para a transmissão dos jogos, tivemos que mudar o rumo. O bom é que tivemos tempo, está tudo ocorrendo dentro do esperado, temos 90% da equipe certa, restando apenas chegar alguns jogadores para podermos dizer que estamos prontos para ‘ir à guerra’”, diz o presidente do Cascavel CR, Tony Almeida. Mais otimista, o dirigente acredita que sua equipe possa fazer mais do que apenas permanecer na primeira divisão. “O pensamento, é claro, é chegar entre os oito para, na sequência, obviamente que sendo realista, ‘pé no chão’, tentar chegar à Copa do Brasil”

Fonte: O Paraná

Related Posts

Facebook Comments