Maringá confirma títulos no estadual adulto

Duas conquistas. Dobradinha perfeita. É assim que se pode resumir a participação de Maringá no Campeonato Paranaense de Handebol Adulto/Livre (Chave Ouro) – 2017, após a sua conclusão, que aconteceu na tarde deste domingo, em Maringá, no Centro Esportivo Jardim Paulista. Nas duas decisões, adversários difíceis, tradicionais, que apesar das dificuldades nos dois jogos decisivos, os maringaenses acabaram superando. No feminino, a Prefeitura Municipal de Maringá/Unimed/UEM/Unicesumar venceu a FAG/Cascavel/ACH/02 por 29 a 22. No masculino, em um jogo emocionante, muito difícil, a Prefeitura Municipal de Maringá/Unimed/UEM/Unifamma derrotou a Fecam/Ahandecam/Integrado Campo Mourão por 22 a 21 e ficou com a conquista.

No ano passado, 2016, as maringaenses perderam o título em casa para as cascavelenses. Já os maringaenses também haviam vencido Campo Mourão na final do ano passado, conquistando neste ano o pentacampeonato paranaense. A terceira colocação masculina ficou com o MRV/Unicesumar Londrina, ao vencer a Ahandfoz/SMEL/Foz do Iguaçu por 36 a 24. No feminino, novamente a Prefeitura Municipal de Matelândia/Handebol encerrou a disputa em terceiro lugar, ao vencer a Fecam/Ahandecam/Integrado Campo Mourão por 29 a 22. No jogo decisivo feminino, a atleta destaque foi Fernanda Lucchese, goleira de Maringá. Na decisão masculina, outro goleiro foi o destaque: Fabricio Mendes, de Campo Mourão, que de quebra foi o “destaque geral” da competição.

Ao todo, durante este ano de 2017, foram cinco etapas classificatórias (Cascavel, Floraí, Campo Mourão, Floraí e Maringá), as quartas de final (Maringá) e as semifinais e a final (etapa única, em Maringá).

A conquista masculina maringaense foi muito comemorada, e o técnico Leonardo Tezelli Bortolini, ao final, destacava especialmente a vontade e determinação de seu grupo de atletas durante toda a campanha. “A equipe merecia esta conquista. Treinamos muito, trabalhamos bastante durante o ano todo. Temos atletas novos, alguns erros inevitavelmente acontecem dentro de quadra, mas com o tempo tudo isto vai se aprimorando. São meninos bastante dedicados, empenhados, e sem dúvida este título coroa tudo o que realizam no dia a dia. Acredito que a maior qualidade da minha equipe hoje seja a impetuosidade, de correr atrás sempre, não desistir. E na final contra Campo Mourão tivemos um grande exemplo disso, foram acima de tudo perseverantes”, admitiu o técnico.

O técnico da equipe feminina, Valmir Fassina, considerou o resultado das garotas maringaenses uma conquista fantástica. “Assumi esta equipe há uns oito anos, com a intenção de conquistar títulos. Em 2015 vencemos os Jogos Abertos do Paraná pela primeira vez, depois de décadas. Agora, o Paranaense também conquistamos depois de muito tempo sem esta conquista. É muito representativo, sem dúvida alguma. Agora vamos continuar trabalhando firmes aí para conquistar novamente os Jogos Abertos, daqui um mês, e seguir ganhando títulos estaduais. Na Liga Nacional, este ano ficamos na sexta colocação, mas temos como principal desafio ficar entre as quatro melhores na próxima temporada, nos consolidando como uma das principais forças do nosso Estado nesta modalidade”, disse Fassina.

O Presidente da Liga de Handebol do Paraná, Richarde Cesar Salvador, demonstrou grande satisfação em estar encerrando mais uma edição do Campeonato Paranaense de Handebol Adulto/Livre. “Tivemos esta competição nas Chaves Ouro, Prata e Bronze, e agora encerramos esta nova disputa com muito brilho. Foi um ano com bons jogos nesta categoria. Sinto muita motivação em todos os dirigentes, atletas e técnicos, e tenho certeza que em 2018 teremos ainda mais equipes participando desta competição, com um nível técnico ainda maior, consolidando esta disputa como um espelho ainda maior para aqueles atletas que estão chegando das disputas das categorias menores”, afirma.

Empolgação

E após o título feminino maringaense, a atleta que demonstrava maior felicidade na entrega da premiação era exatamente a goleira Fernanda Lucchese, que foi a atleta destaque da partida. Debaixo das traves, ela mostrava muita dedicação e acima de tudo vibração. E no final, comemorou bastante junto com as suas companheiras. “Foi uma conquista memorável, valeu muito a pena, estamos todas muito felizes, no ano passado havíamos perdido a final para Cascavel, mas neste ano conseguimos vencê-las e sair com a conquista. Então, agora é comemorar, nos orgulhar mesmo, e seguirmos a nossa preparação e dedicação constante visando conquistas também em outras competições que disputarmos”, conclui a goleira.

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *