O calendário repleto de jogos será um desafio para o Cresol/Marreco em 2016. Até o final do mês de agosto, com o encerramento dos primeiros turnos da Série Ouro do Paranaense e da Liga Nacional de Futsal, a equipe vai ter disputado mais de 50 partidas (se somados os amistosos e a participação na Copa Rádio Chopinzinho Doce/Docê).

Por isso, desde que os atletas se apresentaram, no dia 1º de fevereiro, os trabalhos estão voltados para a preparação física. “Começamos nossa pré-temporada de forma intensa, fortalecendo a parte aeróbica, focando na parte de força, buscando o peso ideal e respeitando a individualidade de ritmo de cada atleta, podemos dizer que os trabalhos vêm sendo dosados de forma singular”, disse Hernandes Freitas, preparador físico da equipe.

Ele destaca que, em 2015, o trabalho deu resultados positivos, com baixo índice de lesões durante a temporada. “A prova de que dosar os trabalhos é importante foi o nosso baixo índice de lesões ao longo do campeonato ano passado. Neste ano, esperamos poder seguir pelo mesmo caminho, apesar de estarmos em duas competições de alto nível, o que também é muito importante para o clube. Isso exige foco total na integridade física dos atletas”, completa.

Faltando dois dias para a estreia da Série Ouro, que acontece na próxima quinta-feira, 17, contra a Copagril, em Marechal Cândido Rondon, a situação física dos atletas anima. “Posso dizer que meus atletas estão 100% disponíveis para essa batalha. Todos estão trabalhando com praticamente 100% de sua capacidade máxima em termos de intensidade e força. Estamos preparados para a maratona de jogos”, conclui.

Related Posts

Facebook Comments