O Atlético Paranaense está na final da Primeira Liga. A vaga foi garantida nessa quarta-feira (dia 23) à noite, em Juiz de Fora (MG), onde foi disputada a partida única da semifinal. O Furacão venceu por 1 a 0 o Flamengo, com um golaço do meia-atacante Marcos Guilherme. O time carioca escolheu a cidade mineira porque o Maracanã está em reformas para os Jogos Olímpicos.

A final será em jogo único, em 7 de abril, contra o Fluminense. O time carioca terá o mando de campo, já que conquistou a melhor campanha na primeira fase.

Esse foi o terceiro jogo do técnico Paulo Autuori no Atlético. Agora ele soma duas vitórias e uma derrota.

O clube paranaense vinha de uma sequência complicada de resultados – uma vitória, dois empates e três derrotas nas seis partidas anteriores.

Autuori fez três modificações para a partida. Tirou Vilches, Deivid e Vinícius. E escalou Thiago Heleno, Jadson e Nikão. O time começou no esquema tático 4-4-2, com Pablo e Walter na frente. E com os meias “extremos” invertidos: o canhoto Nikão na direita e o destro Marcos Guilherme na esquerda.

O Flamengo não tinha Guerrero e Cuellár. E começou o jogo no 4-3-3.

O primeiro tempo teve superioridade do time carioca, que era mais organizado, entrosado e consciente. Nos primeiros 20 minutos, investiu tudo nas jogadas pela direita e criou dificuldades para Pará. Depois, o Atlético conseguiu equilibrar a marcação. Com a bola, porém, o time paranaense viveu de jogadas individuais de Nikão e chutes de longe de Walter, que foram inofensivos. Pablo foi nulo e Marcos Guilherme acabou errando demais no setor ofensivo nesse período.

No intervalo, o Flamengo tirou o ponta Everton e colocou o atacante Emerson Sheik. O Atlético corrigiu a marcação e voltou melhor para o segundo tempo. Após criar três boas jogadas ofensivas, o time abriu o placar aos 16 minutos. Marcos Guilherme acertou uma bomba no ângulo, de fora da área, e fez 1 a 0.

Aos 22, troca de centroavantes no Atlético. André Lima entrou no lugar de Walter. Em seguida, o Flamengo tirou Gabriel e Alan Patrick colocou Marcelo Cirino e Ederson. Aos 31, troca de laterais no time paranaense: Pereirinha entrou no lugar de Pará.

Aos 30, o Atlético teve a chance para fazer 2 a 0. Marcos Guilherme fez bonita jogada e deixou Pablo na cara do gol. Mas o atacante chutou no goleiro.

O Flamengo partiu para a pressão total nos minutos finais, mas a defesa do Atlético mostrou força.

FLAMENGO 0 x 1 ATLÉTICO-PR
Flamengo: Paulo Victor; Pará, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araujo, William Arão e Alan Patrick (Ederson); Gabriel (Marcelo Cirino), Everton (Emerson Sheik) e Felipe Vizeu. Técnico: Muricy Ramalho
Atlético: Weverton; Eduardo, Paulo André, Thiago Heleno e Pará (Pereirinha); Otávio, Jadson, Nikão (Hernani) e Marcos Guilherme; Pablo e Walter (André Lima). Técnico: Paulo Autuori
Gols: Marcos Guilherme (16-2º),
Cartões amarelos: Pará, Jadson (A).
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Público: 12.917
Renda: R$ 442.795,00
Local: Estádio Municipal Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
13 – Gabriel passa por dois e rola para William Arão, que chuta do bico da área. A bola passa perto.
15 – Marcos Guilherme chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
17 – Gabriel cruza. Juan cabeceia perto, ao lado.
29 – Walter arrisca de longe. A bola vai sobre o gol.
32 – Marcos Guilherme recebe bom passe, mas demora para chutar e perde a bola.
35 – Nikão faz boa jogada e rola para Walter, que chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
38 – Jorge cruza. Everton cabeceia. Weverton defende.

Segundo tempo
4 – Pará perde a bola dentro da área. William Arão avança e prepara o chute. Thiago Heleno salva.
6 – Falta na direita. Nikão bate rasteiro. A bola passa por baixo da barreira e passa perto.
7 – Nikão bate escanteio. Paulo André cabeceia no canto. Weverton espalma.
12 – Emerson Sheik recebe nas costas da defesa, passa por Weverton e chuta com pouco ângulo. Thiago Heleno salva em cima da linha.
15 – Paulo André lança, Pablo dá uma casquinha e Walter solta a bomba. O goleiro espalma.
16 – Gol do Atlético. Nikão rola para Marcos Guilherme, quase na meia-lua. Ele solta a bomba e acerta o ângulo.
20 – Falta na esquerda. Nikão cruza. Paulo André cabeceia perto.
25 – Marcelo Cirino passa por Pará e Thiago Heleno, invade a área e chuta sobre o gol.
30 – Jogada sensacional de Marcos Guilherme, que dribla dois e coloca Pablo na cara do gol. Pablo chuta em cima do goleiro.
35 – Cruzamento. Ederson cabeceia forte. Weverton faz boa defesa.
42 – Contra-ataque. Jadson para Marcos Guilherme para Pablo, que chuta no goleiro.

Related Posts

Facebook Comments