Paraná terá que torcer por combinação

m jogo adiado da Primeira Liga – o último do time na fase classificatória –, o Paraná empatou por 0 a 0 com o Figueirense, quinta-feira (2), na Vila Capanema. O resultado deixa o Tricolor próximo da classificação para as quartas de final, com quatro pontos após os três jogos no Grupo D.

Para avançar, o Paraná precisa torcer para que o Figueirense não vença o Avaí por três gols de diferença ou ganhe por dois gols diferença desde que marque mais de quatro gols (4 a 2, 5 a 3…). O Londrina já garantiu a liderança com nove pontos.

O principal nome paranista foi o meia-atacante Bruno Cantanhede. Mas em nenhum momento o Tricolor conseguiu assustar de fato o goleiro Thiago Rodrigues.

No segundo tempo, o Paraná chegou a pedir um pênalti. Em disputa entre o meia Renatinho e o volante Hélder, do Figueirense, a bola explodiu no braço do atleta catarinense dentro da área, mas o árbitro não assinalou a penalidade.

O resultado tira o 100% de aproveitamento do Paraná na Vila nesta temporada, após cinco jogos. “Nós queríamos a vitória, mas foi um grande resultado”, avaliou o lateral-direito Diego Tavares. O Tricolor, entretanto, ainda não sofreu gol em casa. “A equipe deles é bem qualificada. Erramos muito no primeiro tempo, não colocamos a bola no chão. Às vezes a bola não entra”, completa Renatinho.

Sequência

O jogo da Copa do Brasil, contra o Bahia, que seria realizado no último sábado (25) na Vila Capanema e não aconteceu por problemas no voo do clube baiano, está marcado para a próxima quarta-feira (8), às 19h30.

Antes do jogo único pela segunda fase do mata-mata nacional, o Tricolor entra em campo pelo Estadual, domingo (5), contra o Rio Branco, às 16 h, também na Vila.

Confira os destaques da partida:

Craque

Léo

O goleiro mostrou segurança e deve permanecer titular na equipe de Wagner Lopes, mesmo após o ídolo Marcos já ter retornado de lesão.

Bonde

Bill

O atacante ex-Coritiba segue em péssima fase no time catarinense. Ainda sem marcar na temporada, perdeu um gol incrível no segundo tempo. em que chutou fraco nas mãos de Léo.

Guerreiro

Bruno Cantanhede

Em uma partida com poucos momentos de lucidez técnica, o meia paranista criou boas jogadas individuais pelo lado direito.

Chave do jogo

A falta de qualidade técnica da partida não agradou os 2.694 pagantes que foram à Vila Capanema.

Cartões

Amarelos: Bruno Cantanhede, Felipe Alves e Airton (Paraná); Guilherme Morassi, João Pedro, Elias e Bill (Figueirense).

Próximos jogos

Paraná: Rio Branco (casa/Paranaense); Bahia (casa/Copa do Brasil); Cascavel (fora/Paranaense).

Fonte: GAzetadoPovo

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *