PSTC confirma sede em Cornélio Procópio

PSTC confirma sede em Cornélio Procópio

O time que representa o Norte Pioneiro no futebol profissional, o PSTC Procopense, comemorou, no último domingo (4), sua primeira vitória no Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio, por 2 a 1 sobre o Paranavaí, pela segunda divisão do campeonato estadual. Com residência fixa na cidade desde fevereiro, a conquista foi bastante festejada pelos 600 torcedores que viram o jogo. “Era um confronto para nos colocar entre os primeiros da tabela, e também porque em casa não podemos perder pontos, já que nosso objetivo é chegar à final e voltar à primeira divisão”, diz o gerente de Futebol do PSTC, Renato David. O Leão do Norte ocupa o quinto lugar, empatado com o Cascavel, que tem melhor saldo de gols. Os oito primeiros colocados seguem para a segunda fase da disputa.

O PSTC, que em 2016 chegou à semifinal da primeira divisão do Paranaense, disputando a Copa do Brasil e a Série D do Brasileiro, sofreu uma queda em 2017. Este ano, a estratégia adotada foi retornar à fórmula que tornou o time conhecido: apostar em jogadores em formação. “Ano passado fizemos escolhas caras que não renderam o esperado. Agora temos um elenco jovem, com rapazes em início de carreira, que estão lutando para ter seu espaço”, afirma o técnico do time, Reginaldo Vital.

Outra grande diferença de 2018 é a mudança definitiva para Cornélio. A equipe treinava e ficava alojada em Uraí ou Leópolis, mas em setembro foi firmado um convênio com a UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), permitindo treinos no campo de Cornélio Procópio. “Temos treinado diariamente lá, e também utilizamos a academia da instituição. Os jogadores estão morando em uma grande casa na Avenida São Paulo, no Centro da cidade. Tudo isso é bom, pois desgasta menos a equipe com deslocamento, além da convivência maior com a torcida”, destaca Vital.

A equipe possui duas cozinheiras e gasta quase R$ 15 mil por mês com alimentação dos 30 componentes. “Felizmente conseguimos mais patrocinadores”, conta David. Empresas da cidade, como o Center Supermercados, JH Materiais de Construção, Sicredi, loja Pódium, Regifarma e Employer são os colaboradores oficiais.
Os jogadores elogiaram a recepção dos moradores. O lateral esquerdo Jardiel Sousa, 21 anos, é do Maranhão, saiu de casa aos 11 anos para compor o time de base no Atlético Mineiro, até chegar ao Londrina. “Percebi que o procopense adora futebol. A torcida é calorosa, isso nos deixa animados pro jogo”. Já o lateral Romário Santos, 23 anos, é de Guarulhos (SP) e acompanha o time desde 2016. “Tem pessoas que nos param na rua para cumprimentar, dar apoio. Essa convivência com a cidade tem sido muito boa”, diz. Os atletas, no entanto, ressaltam que os passeios são restritos a sorveterias e lanchonetes. “Nada de barzinho ou baladas até o fim do campeonato. Foco total nos jogos. Comemoração só depois da grande vitória”, afirma Romário.

Os jogadores pedem o apoio da população, comparecendo aos jogos. “Quando a torcida está agitada, é como se tivéssemos um jogador a mais em campo: dá muita energia”, diz Jardiel. O próximo confronto, pela sexta rodada do campeonato, é no domingo (11) contra o time de Campo Largo, Andraus, na casa do adversário, retornando ao estádio Ubirajara Medeiros em 14 de março, às 20h, para enfrentar o Cascavel. Ao todo são nove rodadas na primeira fase, finalizadas até 25 de março. Os oito primeiros classificados se dividirão em dois grupos, e os campeões de cada grupo fazem a final, estando automaticamente classificados para a primeira divisão do Campeonato Paranaense de 2019.

Related Posts

Facebook Comments