A partida entre Operário Ferroviário e Toledo no próximo domingo (17), pela semifinal do Campeonato Paranaense, será histórica para um jogador da equipe ponta-grossense. Desde o fim de 2014 na equipe, o volante Chicão completará 100 jogos com a camisa alvinegra. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (14), o capitão do Fantasma falou sobre o período na equipe e a preparação para o duelo decisivo do Estadual.

Em sua quinta temporada no clube, Chicão já ergueu quatro taças, incluindo o bicampeonato nacional na Série D em 2017 e Série C 2018. Entre todas as partidas, em apenas uma oportunidade o volante não foi titular – no segundo jogo da final da Divisão de Acesso, contra o CR Cascavel, no Estádio Germano Krüger. Nos 99 jogos até aqui, foram 58 vitórias, 20 empates e 21 derrotas. Além dos títulos, o meio-campista também esteve no período invicto do clube jogando em casa, que durou por 1 ano e 4 meses, entre setembro de 2017 e janeiro de 2019.

O jogador analisou o seu período de permanência no clube e destacou evolução nesses quatro anos: “Em um clube de interior, é complicado o jogador chegar aos 100 jogos. Quando cheguei aqui, o clube não tinha calendário e fomos conquistando isso. Pude conquistar muita coisa, ajudar o clube a chegar na Série B e conquistar o primeiro estadual do Operário”, analisa.

Tive uma evolução muito grande, no decorrer dos anos vamos aprendendo muito. Nesses anos conquistei bastante coisa e pude evoluir. A receita é essa, conquista, evolução e muito trabalho”, complementa Chicão.

Porém, o capitão reforça que a equipe ainda não encontrou em 2019 o padrão de jogo que levou o Operário aos títulos nacionais nos últimos dois anos. Por isso, espera melhora no nível de atuação nos próximos jogos. “Nossa autocrítica está acontecendo pois sabemos que não rendemos o suficiente em comparação ao que fizemos no ano passado, mas sabemos que podemos voltar ao nível que fizemos o Operário chegar até aqui”, avalia.

A semifinal entre Toledo e Operário Ferroviário acontece no próximo domingo (17), às 17h, no Estádio Municipal 14 de Dezembro. A vaga para a final do campeonato será decidida em jogo único, com disputa de pênaltis em caso de igualdade no placar.

Estatísticas

Número de jogos por ano e por competições:

2019 – Paranaense (4j 1v 2e 1d) – 4 jogos, 1 vitória, 2 empates e 1 derrota

2018 – Divisão de Acesso (11j 10v 1e 0d – 1 saindo do banco) Série C (20j 12v 5e 3d) – 31 jogos, 22 vitórias, 6 empates e 3 derrotas

2017 – Divisão de Acesso (12j 7v 3e 2d) Série D (14j 11v 1e 2d) – 26 jogos, 18 vitórias, 4 empates e 4 derrotas

2016 – Paranaense (9j 2v 2e 5d) Copa do Brasil (4j 2v 1e 1d) – 4 vitórias, 3 empates e 6 derrotas

2015 – Paranaense (15j 8v 4e 3d) Série D (10j 5v 1e 4d) – 25 jogos, 13 vitórias, 5 empates e 7 derrotas

Total: 99 jogos – 58 vitórias, 20 empates, 21 derrotas – 58,5% de vitórias

Títulos:

Campeonato Paranaense – 2015

Série D – 2017

Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense – 2018

Série C – 2018

Substituições:

Substituído contra o Volta Redonda – 10ª rodada da Série D de 2018

Substituído contra o Andraus – 3ª rodada da Divisão de Acesso em 2017

Substituído contra o Maringá – 7ª rodada da Divisão de Acesso em 2017

Substituído contra o União Beltronense – 2ª rodada da 2ª fase da Divisão de Acesso em 2017

Substituído contra o PSTC – 8ª rodada do Campeonato Paranaense de 2016

Substituído contra o Red Bull – 9ª rodada da primeira fase da Série D em 2015

Substituído contra o Rio Branco – Campeonato Paranaense de 2015

Expulsões:

Expulsão contra o Cianorte – 2ª rodada do Campeonato Paranaense de 2019

Expulsão contra a Campinense – Jogo da volta das oitavas de final da Série D de 2015

Expulsão contra o Nacional de Rolândia – 7ª rodada do Campeonato Paranaense de 2015

Gols:

União de Francisco Beltrão – 1ª rodada da 2ª fase da Divisão de Acesso em 2017

Coritiba – 6ª rodada da Taça Barcímio Sicupira Júnior do Campeonato Paranaense em 2018

Related Posts

Facebook Comments