Atlético inicia decisões pela Libertadores

Ao entrar em campo contra o Fluminense nesta terça-feira (15), às 17h, no Maracanã, o Atlético abre oficialmente sua sequência mais dura no Brasileirão. Em busca da tão sonhada vaga na Libertadores, com 51 pontos e na 6.ª colocação, o Furacão precisa, nos últimos quatro jogos, segurar o Tricolor das Laranjeiras, adversário direto na tabela, com 48 pontos e pontuar bem contra Sport (ameaçado pelo rebaixamento), Corinthians e Flamengo. O time paulista segue na luta pela Libertadores, já o carioca ainda disputa o título e também uma vaga no torneio continental.

“Temos que pensar jogo a jogo e nos preparar para todas as condições”, afirmou o técnico Paulo Autuori. “Nossa capacidade vai além da nossa imaginação. Mas não adianta estarmos envolvidos em uma Libertadores se não estivermos planejados para a pré-Libertadores. É pensar o dia seguinte. Queremos terminar o ano em condições de iniciar bem o ano que vem. Se pegarmos uma Libertadores, não vamos querer ser apenas participante”, enfatizou Autuori.

Além da tabela dura, pesa contra os objetivos do Furacão na reta final de temporada o martírio do baixo aproveitamento fora de casa – são nove derrotas seguidas. No total, 14 fracassos em 17 jogos como visitante, recorde negativo na história dos pontos corridos. Longe da Arena, o Furacão registra somente 13,7% de aproveitamento – contra 86,3% como mandante. Até o lanterna América-MG, que conquistou só 7,8% dos pontos como visitante, tem menos derrotas forasteiras (13).

Outro aspecto delicado são os cartões amarelos. O Furacão tem sete jogadores pendurados: Weverton, Marcão, Hernani, Nikão, Pablo, Luan e André Lima. Aliás, para a partida diante do Flu, o técnico Paulo Autuori terá o retorno de Nikão, recuperado de lesão. O jogador treinou com bola durante a semana e está à disposição do treinador. Após cumprir suspensão, Thiago Heleno também volta à equipe, assim como o goleiro Santos, que substitui Weverton, que está na seleção brasileira para as partidas das Eliminatórias da Copa da Rússia-2018.

O adversário do Rubro-Negro vive uma crise sem precedentes na temporada. Amargando seis jogos sem vitória, a diretoria do Flu demitiu o técnico Levir Culpi após a goleada sofrida para Cruzeiro na última rodada e relacionou, de modo interino, o ex-jogador e auxiliar Marcão para comandar a equipe.

“Não sabemos como o Fluminense vai iniciar o jogo, a estratégia que irão adotar. Mas, primeiramente, temos que pensar em nosso trabalho e estar preparados para todos os cenários”, salientou Autuori.

O provável Atlético será formado por Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucas Fernandes, Lucho González e Nikão (André Lima); Pablo.

Santos está pronto para jogar, diz Autori

Em seu oitavo jogo como titular na temporada, Santos avalia o próprio desempenho de forma positiva. “Fiz bons jogos, trabalhei forte, estou focado. Essa oportunidade não era esperada, mas estou preparado para substituir Weverton”, avaliou.

Para o técnico Paulo Autuori, muito da confiança que o elenco deposita no goleiro titular está relacionado com o desempenho do reserva. “Certamente, muito da performance do Weverton tem relação com o Santos. Ele está pronto para jogar”.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/11/14/Esportes/Imagens/Vivo/Atletico campo.jpg
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *