Estreante no Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil, a equipe de Marilena faturou neste domingo (05.06) o inédito título da Chave Prata, resultado que levou à ascensão do time para a Divisão Especial em 2017. Conquista muito comemorada pelo elenco, que volta para casa com a medalha de ouro na bagagem e muita história pra contar.

Conforme o técnico Cleiton dos Santos, o resultado comprova que com união de esforços é possível atingir os objetivos propostos. “Pra gente é muito satisfatório levar o título pra casa, porque essa é a primeira vez que participamos do Campeonato Paranaense Sub-18, é uma alegria muito grande ver que com empenho e dedicação chegamos tão longe na competição, em que além do título também conquistamos o acesso para a Chave Ouro ano que vem. Pra gente é muito importante este título, porque nós somos de uma cidade pequena, onde nós temos pouco apoio e é muito difícil participarmos de competições deste nível”, declarou Santos.

A base da equipe campeã é formada por jogadoras com até 16 anos de idade, dois a menos da categoria em disputa, o que reforça o trabalho realizado pelo treinador. “Nossa equipe é muito nova, a base do time são atletas 2000, não temos nenhuma atleta com 18 anos, então pra gente é muito importante estar participando de competições como essa, com um nível mais forte, para que possamos desenvolver mais nosso handebol”, frisou Santos.

Com a segunda colocação terminou São José dos Pinhais, resultado que colocou o elenco na disputa da Chave Ouro no próximo ano. “Nosso objetivo era o acesso à Chave Ouro, conseguimos. Com atletas que estouraram a idade e de outras que passaram a jogar em Curitiba, a equipe passa por uma reformulação com o ingresso de novas atletas para formar a base do time e assim voltar ano que vem com uma equipe mais forte”, destacou o professor Johzueny da Silva.

Silva também enalteceu a iniciativa da Confederação Brasileira de Handebol e da Liga de Handebol do Paraná em realizar a “Maratona 24 Horas de Handebol”, um evento que marcou os 37

anos de fundação da entidade máxima da modalidade no país, envolvendo simultaneamente milhares de pessoas na prática do esporte. “Foi uma ação desenvolvida em várias partes do país, o que fortalece a modalidade e ajuda no seu crescimento dentro do Brasil”, pontuou.

O selecionado de Assis Chateaubriand fechou sua participação ocupando a 3ª posição no pódio, enquanto a Prefeitura de Castro se despediu do torneio com o 4º lugar.

Masculino

Por sua vez, Saudade do Iguaçu encerrou na liderança a primeira etapa classificatória do naipe masculino, ao somar quatro pontos em dois jogos disputados, mesma pontuação de Londrina/Kilowat. Na sequência está Marechal Cândido Rondon, com dois pontos, e Prefeitura de São José dos Pinhais e Secretaria de Esportes de Assis Chateaubriand, ambas ainda não venceram na competição.

No masculino, o campeonato é disputado em três etapas, duas fases de grupos e a grande final. Dispostos em grupo único, os times se enfrentam pelo sistema de rodízio. A classificação se dará pela pontuação obtida em todos os jogos, assim como a composição da chave obedece o ranking estabelecido pelos resultados obtidos na categoria entre os anos de 2012 a 2015.

A segunda fase classificatória está marcada para os dias 08 e 09 de outubro, em Maringá.

Confira os atletas destaques da segunda rodada da primeira fase classificatória do Campeonato Paranaense de Handebol Juvenil Chave Prata:

Masculino

Guilherme Teixeira Bosio – Saudade do Iguaçu

Edivaldo José da Silva – Londrina/Kilowat

Feminino

Taynara Vieira Martins – Marilena Handebol

Julia Borato Berchtold – São José dos Pinhais

Related Posts

Facebook Comments